19.9 C
São Gonçalo
domingo, julho 21, 2024

Defesa Civil de Niterói amplia número de voluntários dos Nudecs para atuar em situações de emergência

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia de Niterói está intensificando a aproximação com as comunidades para ampliar a troca de informações com os voluntários, visando melhorias para o Sistema de Defesa Civil do município. A cidade conta, além dos agentes da Defesa Civil, com um pelotão de moradores que fazem parte dos Núcleos de Defesa Civil (Nudecs), um programa estratégico de política de prevenção que tem atualmente cerca de 3 mil participantes.

Os voluntários passam por oficinas práticas de treinamentos como suporte básico de vida, combate a incêndios incipientes, radioamadorismo e nós de amarras. São os “olhos” da Prefeitura nos bairros, comunidades e condomínios, e atuam na ajuda para minimizar fatores extremos ou de risco como chuvas e incêndios.

Nesta segunda-feira (22), o prefeito Axel Grael recebeu cerca de 20 voluntários de diversas regiões e agradeceu pelo empenho durante as chuvas que atingiram a cidade há duas semanas.

“Precisamos receber os voluntários para agradecê-los pelo excelente trabalho que eles fazem na prevenção de vidas. Eles são nossos olhos em cada canto da cidade, o que nos ajuda a agir da melhor forma sempre em casos de urgência. Não tivemos nenhuma fatalidade durante as últimas chuvas porque investimos mais de R$ 1 bilhão em obras de contenção de encostas nos últimos anos, fortalecemos nossa Defesa Civil e contamos com o apoio dos voluntários. Eles são essenciais para que esse trabalho esteja dando tão certo”, considera Axel Grael.

A Defesa Civil de Niterói trabalha com foco no planejamento e resiliência, para que o município possa dar respostas rápidas e eficientes em situações de emergência. Sua atuação tem sido referência para outras cidades e estados do Brasil. Nos últimos anos, Niterói vem investindo em equipamentos de alta tecnologia para antecipar as estratégias frente aos eventos climáticos. Desde 2013, foram criados 153 núcleos de Defesa Civil em 54 comunidades. Algumas comunidades possuem até 3 Nudecs.

Além dos Nudecs em comunidades, a Defesa Civil de Niterói tem o Nudec Queimadas que, desde 2015, formou 15 núcleos, com 550 voluntários. Já o Nudec Condomínios tem 62 núcleos, com 117 pessoas capacitadas. São homens, mulheres, e até idosos que acionam imediatamente a Defesa Civil caso aconteça algo e podem ser os primeiros a chegar para auxílio inicial com base nos treinamentos até a chegada de uma equipe especializada das Defesa Civil ou do Corpo de Bombeiros.

O secretário de Defesa Civil e Geotécnica, Walace Medeiros, destaca que, com as ações feitas durante a própria ronda e, através do mapeamento já feito nas principais áreas com risco, é possível identificar se há possibilidade de queimada em um determinado local. A partir daí, determina-se o momento de enviar as equipes de porta em porta para conversar sobre o risco de incêndio. Esses dados são lançados no Mapa de Georreferenciamentos do Sigeo que armazena todos os dados do cidadão e a hora que foi visitado. Quando o risco aumenta, é feita uma lista de chamada que envia mensagens ou fax.

“O Nudec é uma das estratégias da política de prevenção da Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia de Niterói. Durante todo o ano, é promovida uma política preventiva para minimizar os impactos das chuvas na cidade e os núcleos têm importante papel neste trabalho. Existem Nudecs nas comunidades, nos condomínios de casas e edifícios e o de multiplicadores de informações, contra queimadas e grupos de idosos. Cada grupo é formado, em média, por cerca de 20 pessoas. As equipes multiplicam os conceitos de prevenção nos locais onde residem, além de apoiarem as ações emergenciais da Defesa Civil em caso de chuvas intensas. A atuação dos voluntários é planejada para que seja na região onde vivem, porém, caso ocorra a necessidade de atuação em outra área, existe uma logística para que possam atuar também”, explica Walace Medeiros.

Aplicativo – O aplicativo Alerta DCNIT é outro grande aliado para a população niteroiense, com alertas sobre previsão de chuvas fortes, ressaca, ventos e condições do tempo para risco de incêndio em vegetação. O sistema também conta com botão que direciona o aparelho automaticamente para uma ligação com a Defesa Civil, gratuitamente, através do 199. Desta forma, a Defesa Civil se aproxima cada vez mais do cidadão, possibilitando uma cultura preventiva e o consequente aumento do poder de resiliência municipal.

Radar Meteorológico – A Defesa Civil avança bastante ano a partir da instalação de um novo radar meteorológico de alta tecnologia que permite uma maior previsibilidade e acompanhamento das tempestades, além de possibilitar estudos de mitigação de riscos e demais projetos voltados ao aumento da proteção do cidadão e da capacidade de resiliência

A Secretaria de Defesa Civil e Geotecnia de Niterói está implementando ainda um pacote de ações que aliam a experiência e técnica dos seus agentes com a captação de imagens de drones e satélites, mapas georreferenciados, sensores e robôs. As ações tecnológicas estão nos planos de tornar a cidade mais resiliente e envolvem cada vez mais os moradores para minimizar os impactos das mudanças climáticas, como incêndios em vegetação e tempestades severas. O órgão está utilizando a inteligência de dados com a participação popular através de moradores e voluntários do Núcleo de Defesa Civil – Nudec Queimadas.

Tecnologia – O uso cada vez mais aprimorado da tecnologia permite que o trabalho da Defesa Civil de Niterói foque na prevenção através da identificação de possíveis ameaças e focos de incêndios, por meio das rondas preventivas e vistorias técnicas para identificação de riscos de deslizamentos. Um diagnóstico realizado pelo município mostra que, desde 2017, o monitoramento das áreas e consequente intervenções (obras e demais medidas preventivas), resultaram em uma redução de mais de 75% de ocorrências, em função das ameaças previamente detectadas. De 11.765 registros de atendimento pela Defesa Civil, menos de 3 mil viraram ocorrências no município. Em 2022, esse percentual foi ainda maior, quando em um montante de 1.775 atendimentos, somente 392 configuraram ocorrências, reduzindo mais de 77% dos possíveis incidentes na cidade.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress