22.2 C
São Gonçalo
terça-feira, junho 25, 2024

Morre o apresentador e jornalista J. Sobrinho

Uma semana de tristeza para a classe jornalística brasileira

Morre jornalista e apresentador J. Sobrinho
Morre jornalista e apresentador J. Sobrinho
Sobrinho contribuiu significativamente para a cobertura de esportes no Brasil, ajudando a popularizar e consolidar a narrativa esportiva no país (Foto: Divulgação)

Faleceu o jornalista e apresentador J. Sobrinho, na madrugada da ultima sexta-feira (17), em São Gonçalo. Nascido em Pernambuco, J. Sobrinho fez história em São Gonçalo como jornalista. Conhecido por sua atuação na imprensa carioca e por seu trabalho no jornalismo esportivo, J. Sobrinho nos deixa uma importante herança de um trabalho feito com ética, amor, dedicação e profissionalismo.

José Jeronimo Sobrinho começou sua carreira jornalística em 1975. Trabalhou em veículos como O São Gonçalo, O Fluminense, Luta Democrática, nas rádios Fluminense, Capital, América, Bandeirantes, na Revista Única, entre outros. Destacou-se por sua luta na defesa da rádios comunitárias de São Gonçalo, e fundou a Associação das Rádios Comunitárias. Ele é especialmente lembrado por seu estilo direto e envolvente, que capturava a atenção dos leitores e ouvintes.



continua depois da publicidade



Desempenhou um papel crucial na construção da identidade do jornalismo esportivo brasileiro. Sua paixão pelo esporte e habilidade em transmitir a emoção dos eventos esportivos fez dele uma figura respeitada entre colegas e admiradores.

O luto no jornalismo brasileiro

Ainda esta semana, o jornalismo esportivo perdeu três ícones importante para a história da profissão. O jornalista Antero Greco, da ESPN Brasil, o radialista Washington Rodrigues, conhecido como Apolinho, e o narrador Sílvio Luiz.

Apolinho faleceu na noite de quarta-feira (15), aos 87 anos, após lutar contra um câncer no Rio de Janeiro. Greco faleceu na madrugada do dia 16, em São Paulo, aos 69 anos, também vítima de câncer. Em São Paulo, Sílvio Luiz faleceu, aos 89 anos, em decorrência de um AVC.

O Sindicato dos Jornalistas lamenta a morte destes destacados profissionais de Jornalismo, Radio Jornalismo, apresentadores e narradores, que deixam exemplos e legados para todo o País e o Estado do Rio de Janeiro.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress