23.5 C
São Gonçalo
terça-feira, junho 25, 2024

Niterói recebe a primeira edição da Caravana “Mais Mulheres na Política”

Evento organizado pela Secretaria Nacional das Mulheres do PCdoB visa incentivar a participação feminina nos espaços de decisão política

Niterói é a primeira cidade a receber a Caravana "Mais Mulheres na Política"
Niterói é a primeira cidade a receber a Caravana "Mais Mulheres na Política"
Ao longo do dia, a programação incluirá oficinas, debates, rodas de conversa e atividades culturais (Foto: Keiny Andrade)

Niterói será a primeira cidade a receber a “Caravana Mulheres pelo Brasil – Por um país com equidade e mais mulheres na política”, uma iniciativa da Secretaria Nacional das Mulheres do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). O evento, que tem como objetivo fortalecer a representatividade feminina na política, ocorrerá na próxima quinta-feira (23) a partir das 13h, na Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Praça da Cantareira.

Ao longo do dia, a programação incluirá oficinas, debates, rodas de conversa e atividades culturais. Entre as convidadas estão Natália Cindra, presidenta municipal do PCdoB, e Walkíria Nictheroy, ativista de Direitos Humanos e vereadora suplente. O evento também contará com atrações culturais como DJ Kora, Samba Dandara e Jade Zimbra.

Daniele Costa, secretária nacional de Mulheres do PCdoB, destacou a importância da caravana neste momento de reconstrução do país. “Após um ciclo de anos trágicos para a vida e a democracia, o tempo agora é de reconstruir o Brasil, principalmente sob a perspectiva da participação e protagonismo das mulheres em espaços de poder e decisão, tanto no Executivo, no Legislativo, quanto em outras instâncias a exemplo do Judiciário e do movimento social”, afirmou Costa.



continua depois da publicidade



Walkíria Nictheroy reforçou a necessidade de mobilização feminina para ocupar espaços de decisão política. “Nós, mulheres, somos protagonistas em várias esferas da sociedade. Lutamos dentro das nossas casas, nos destacamos no mercado de trabalho, na carreira acadêmica e também na política. Mas, especialmente neste cenário político, ainda somos minoria e pouco reconhecidas. Por isso, precisamos estar cada vez mais inseridas em espaços de decisão. E isso só pode ser feito por meio de muita mobilização e conscientização”, disse Nictheroy.

Nictheroy apontou a discrepância entre a população feminina e sua representatividade política em Niterói. “A caravana das mulheres se faz muito necessária em Niterói. Trata-se de uma cidade que tem sua maioria formada por mulheres (54,19%), diante de 45,81% de homens. Mas tais números não se traduzem na representatividade política da cidade. Na Câmara de Vereadores, por exemplo, das 24 cadeiras, apenas uma é ocupada por uma mulher. E a Caravana surge como uma resposta para ocupar tal espaço político”, ressaltou.

A caravana promoverá a multiplicação de conhecimentos e estratégias para potencializar o protagonismo social e a equidade. Participarão especialistas em gênero, professoras, artistas, militantes, parlamentares, trabalhadoras e estudantes, que desenvolverão uma plataforma de políticas públicas destinada a promover cidades democráticas, inclusivas e sustentáveis, em antecipação às eleições de 2024.

Após Niterói, a caravana seguirá para as cidades de Rio de Janeiro, Petrópolis (RJ), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Salvador (BA).

Programação da Caravana em Niterói:

  • 13h às 15h: Oficina de Instagram – Primeiros passos para construir suas Redes, com Luiza Arruda, na UFF Gragoatá.
  • 15h às 17h: Oficina com Centro de Teatro do Oprimido (CTO), apresentando a teoria do Teatro do Oprimido e exercícios práticos, na UFF Gragoatá.
  • 17h às 18h: Roda de conversa “Virando a Mesa do Poder: Eleger mulheres progressistas para a construção de cidades mais humanas”, mediada por Bia Lopes, com Walkíria Nictheroy e Natália Cindra, na UFF Gragoatá.
  • 18h às 22h30: Atividade cultural com DJ Kora, Samba Dandara e Jade Zimbra, na Praça da Cantareira.

Este evento representa um passo significativo na luta pela equidade de gênero e maior participação feminina na política, inspirando mulheres a se envolverem ativamente na construção de um Brasil mais justo e democrático.

Matérias Relacionadas

No Content Available
plugins premium WordPress