19.4 C
São Gonçalo
terça-feira, julho 16, 2024

Maricá: Sectran conscientiza motociclistas para evitar acidentes

Foto: Divulgação

Na busca por conscientizar a população sobre os perigos dos acidentes de moto e promover medidas de segurança no trânsito, a Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Trânsito e Engenharia Viária (Sectran), realiza regularmente campanhas de conscientização virtuais e presenciais em vários bairros da cidade. Ao longo de 2023, foram realizadas 44 ações educativas exclusivas voltadas para motociclistas e mototaxistas.

Com o slogan “Melhor do que chegar rápido é chegar vivo”, o município elaborou uma campanha voltada não apenas para motociclistas de todas as idades, mas também para seus familiares, os motoristas dos demais veículos, empresas de entrega por aplicativo, autoridades de trânsito e pedestres.

Acidentes com motos no município

Dados da Secretaria de Saúde de Maricá mostram que em 2022 as unidades de Urgência e Emergência da cidade realizaram 549 atendimentos a pessoas que sofreram algum acidente de trânsito automobilístico, sendo que 459 desses casos, 83,6%, representaram acidentes envolvendo motocicletas.

Em 2023, foram realizados 980 atendimentos a pessoas que sofreram algum acidente de trânsito automobilístico nas unidades de Urgência e Emergência da cidade, sendo que 709 desses casos, 72%, foram acidentados em motocicletas, evidenciando o impacto dessas ocorrências no Sistema Único de Saúde (SUS).

Os números incluem os atendimentos no Hospital Municipal Dr Ernesto Che Guevara, localizado em São José do Imbassaí, que é a referência para trauma referenciado no município, o Hospital Municipal Conde Modesto Leal (HMCML), no Centro, a Unidade de Pronto Atendimento Municipal (UPAM) Santa Rita e a UPA de Inoã.

Coordenador do serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, Kassio Cravo explica que o setor de trauma da unidade atua com o objetivo de diminuir e evitar complicações, sequelas das lesões, incapacidade física temporária ou definitiva e até mesmo o óbito.

“Os acidentes de trânsito envolvendo motos aumentaram e, atualmente, essa é considerada uma importante questão para a saúde pública. As lesões traumáticas mais comuns em acidentes envolvendo motociclistas são nas extremidades, braços e pernas, que ocorrem devido à vulnerabilidade dos condutores, visto que o capacete protege a cabeça. As fraturas expostas são comuns e frequentemente são acompanhadas de outras complicações, como lesões extensas de partes moles e infecção na fratura”, pontua Kassio.

Morador de São José do Imbassaí, o caminhoneiro Anderson Pires, 36 anos, trafegava pela Rua Van Lerbergue (antiga Rua 34), em Itaipuaçu, relatou uma colisão com moto na traseira do seu veículo na última segunda-feira (15/01).  “Felizmente ocorreu tudo bem e ninguém se feriu, mas poderia ter terminado numa fatalidade. Precisamos estar atentos a todo momento. Os acidentes de moto no trânsito representam uma preocupação constante, resultando em tragédias que afetam diretamente a vida de condutores e pedestres”, disse Anderson.

Sinalização, redutores e empatia

Secretário de Trânsito e Engenharia Viária (Sectran), Marcinho da Construção, destaca que em Itaipuaçu, com a implementação do sistema viário binário e a instalação de semáforos, o número de acidentes de trânsito diminuiu, mas o bairro ainda é o que mais registra acidentes com motociclistas.

“Muitas das vezes, o acidente ocorre por imprudência do motociclista e causada por infrações de trânsito que colocam suas próprias vidas em risco, como empinar moto, não utilizar capacete e tênis. Os acidentes acabam ficando muito mais graves quando não há utilização dos itens de segurança. Fazemos campanhas educativas e mudanças no trânsito para minimizar o risco e conscientizar. Já incluímos 113 ruas no sistema viário binário, em sentido único, a maioria delas em Itaipuaçu. Com isso, diminuímos a quantidade de conflitos e percebemos que nesses lugares houve uma melhora, como no cruzamento da Rua 66 com a Rua 32, que tinha muitos acidentes e onde também implementamos um semáforo”, declarou Marcinho.

Além da sinalização e do sistema viário binário, a Sectran utiliza redutores de velocidade, faixas elevadas e lombadas para fazer com que os condutores sejam obrigados a diminuir a velocidade dos veículos em determinados trechos, mas é necessário o bom senso de todos, já que alguns motociclistas para escapar das lombadas comentem infrações, passando pelo canto dos acostamentos, colocando pedestres em risco.

Com a chegada dos agentes de trânsito aprovados no último concurso, em breve, haverá mais agentes na rua para fiscalizar e punir, com multas e a apreensão dos veículos, quem insistir em desrespeitar as leis. Os profissionais iniciam um curso de formação com 200 horas na primeira semana de fevereiro.

Regras e medidas de segurança no trânsito que devem ser respeitadas

– Nunca andar sem capacete

– Nunca pilotar sem habilitação

– Usar vestuário de proteção indicado pelo Contran

– Não transportar menores de 10 anos

– Segurar sempre o guidom com as duas mãos

– Carregar apenas um passageiro

– Nunca usar o telefone celular no trânsito

– Manter uma distância segura dos veículos

– Se precisar cortar um veículo, sempre pela esquerda

– Respeitar os limites de velocidade

– Ficar sempre atento

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress