21.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

São Gonçalo e Niterói registram cerca de 600 atendimentos às crianças e adolescentes vítimas de violência

O bairro Jardim Catarina apresentou maior número de registros de violência, contabilizando 30 vítimas, no primeiro trimestre (2024)

Núcleos especializados registram cerca de 600 atendimentos às crianças e adolescentes vítimas de violência em São Gonçalo e Niterói
Núcleos especializados registram cerca de 600 atendimentos às crianças e adolescentes vítimas de violência em São Gonçalo e Niterói
Durante visita da gerência de programa da FIA, NACAs informaram o aumento de 150 novos casos na região (Foto: Divulgação)

Durante uma visita técnica realizada pela Fundação para Infância e Adolescência (FIA), nesta quinta-feira (25), foi relatado um aumento significativo nos registros de violência contra crianças e adolescentes em São Gonçalo e Niterói. Os Núcleos de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítima de Violência (NACAs), administrados pelo Movimento de Mulheres em São Gonçalo (MMSG), informaram que houve um total de 600 atendimentos a vítimas de supostos abusos sexuais e violências domésticas entre janeiro e março de 2024. Este número inclui 135 novos casos em São Gonçalo e outros 10 em Niterói, que também atende demandas dos municípios vizinhos.

Os dados revelam que, em São Gonçalo, o bairro Jardim Catarina teve o maior número de registros de violência, com 30 vítimas no primeiro trimestre. No mesmo período, foram constatados 91 casos de violência sexual, 32 casos de violência psicológica, 20 de violência física e 3 de negligência. Na unidade NACA de Niterói, foram registrados 9 casos de violência sexual, 3 de violência psicológica e 1 de violência física. Esses números sugerem a necessidade de maior investimento em medidas preventivas e de atendimento a essas vítimas.



continua depois da publicidade



Lívia Gaspary, coordenadora do NACA/SG, destacou a importância do trabalho dos núcleos e a necessidade de mais recursos para atender a crescente demanda. “Os NACAs SG e Niterói superaram a meta mensal de atendimentos e já têm uma lista de espera. Cada dupla de técnicos (assistente social e psicólogo) atende 40 casos por mês. Esperamos que os próximos convênios contemplem investimentos maiores para aumentarmos o quantitativo de profissionais”, disse Gaspary.

A visita da gerência do programa da FIA incluiu a participação em atividades pedagógicas com crianças e adolescentes vítimas de violência e uma reunião para discutir a padronização de procedimentos técnicos e o alinhamento entre as equipes. A gerente do programa, Danielle Gimenez, elogiou o trabalho dos NACAs, destacando a seriedade e competência na elaboração dos relatórios técnicos que auxiliam a justiça na tomada de decisões. “O diferencial da entidade é o comprometimento e a seriedade na elaboração dos relatórios técnicos”, afirmou Gimenez.

Para quem busca ajuda ou quer denunciar casos de violência contra crianças e adolescentes, os NACAs estão disponíveis de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, nos seguintes endereços:

  • NACA São Gonçalo: Rua Rodrigues Fonseca, 201, Zé Garoto. Telefone: (21) 2606-5003 ou (21) 98464-2179.
  • NACA Niterói: Av. Ernani do Amaral Peixoto, 116 – sala 401 – Centro, Niterói.

Para mais informações, entre em contato com os núcleos. Se você testemunhar ou souber de casos de violência contra crianças e adolescentes, não hesite em denunciá-los às autoridades competentes. A ação rápida pode salvar vidas e evitar danos irreparáveis.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress