19.2 C
São Gonçalo
sexta-feira, junho 25, 2021

Jogadora da Seleção Brasileira choca internautas ao escrever sobre Paulo Gustavo: ‘Foi para o inferno’

Leia Mais

Banco do Brasil abre concurso com 71 vagas no Estado do Rio

O Banco do Brasil abriu um concurso com 71 vagas para o Estado do Rio de Janeiro. As vagas são para o cargo de...

Recuperada da Covid, mãe de gêmeos revê filhos recém-nascidos em Maricá

“Mãe, na sua graça, é eternidade”, disse o escritor Carlos Drummond de Andrade, em “Lição de coisas”. A alta de uma mãe de gêmeos,...

Policial espancado em Saquarema no sábado morre em Araruama

O policial militar Renato Mendonça, lotado no 25° BPM (Cabo Frio) e que estava internado em estado grave desde o último sábado (19) após...

Aos 95 anos, morre a mãe de Faustão

Morreu aos 95 anos, nesta quinta-feira (23), a mãe do apresentador Fausto Silva, Cordélia Silva. Ela era professora aposentada e deixa seis filhos. Em...

A jogadora de futebol Chú Santos, atacante do Palmeiras (SP) e da Seleção Brasileira, deixou internautas chocados na segunda-feira (10) ao fazer um comentário em uma rede social sobre o ator e humorista Paulo Gustavo, que morreu de Covid-19. Ela escreveu: “Blz, morreram pelo mesmo vírus, a diferença é: que Lazaro foi para o céu e Paulo Gustavo para o inferno”.

O comentário foi feito na página Maria Padilha (mariapadilhaofc), do Instagram, mas foi apagado depois da saraivada de críticas.

A postagem fazia uma comparação entre o pastor Irmão Lázaro, um vereador evangélico de Salvador (BA), também morto pela doença que assola o mundo, e o artista, descrito na postagem como “gay e umbandista”.

Depois que Chú Santos publicou sua opinião no post, várias pessoas também escreveram na página, repudiando o que foi dito pela atleta. Até outras jogadoras da seleção se manifestaram contra a atitude dela. A torcida Fiel LGBT, do Corínthians, escreveu em seu perfil no Twitter:

“Chú Santos, atacante do Palmeiras e da seleção feminina, fez um infeliz comentário sobre Paulo Gustavo. O coletivo FIEL LGBT reafirma seu repúdio sobre atos homofóbicos e esperamos que a atleta reveja seu modo de pensar. HOMOFOBIA NUNCA MAIS”.

Paulo Gustavo morreu na terça-feira (04) em decorrência de complicações da Covid-19, após ficar 52 dias internado em um hospital da Zona Sul do Rio. Assumidamente homossexual e defensor da causa LGBT, ele deixou marido e dois filhos.

Nesta terça-feira (11), será celabrada a missa de 7º dia aos pés do Cristo Redentor, com transmissão ao vivo pela canal Multishow.

Notícias Relacionadas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Casal é preso em Rio das Ostras acusado de envolvimento na morte idosa em Minas

Policiais da 128ª DP (Rio das Ostras) e da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Muriaé-MG prenderam três pessoas, nesta quinta-feira...

São Gonçalo realiza obras de saneamento no Almerinda

A Prefeitura de São Gonçalo, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, iniciou nesta semana uma obra de drenagem e troca da rede de esgoto...

Vereadora de São Gonçalo debate feminicídio em live na Câmara dos Vereadores

O feminicídio em São Gonçalo será tema de audiência pública convocada pela vereadora Priscilla Canedo (PT), nesta quinta-feira (24), a partir das 14h, com...

Mais uma baleia jubarte é encontrada morta em praia de Maricá

Nesta quinta-feira (24), mais uma baleia jubarte foi encontrada morta, dessa vez na Praia de Ponta Negra, em Maricá. Essa é a segunda baleia da...

Atlético-GO vence e tira invencibilidade do Fluminense 

Nesta quarta-feira (23), o Fluminense enfrentou o Alético-GO no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, foi derrotado por 1 a 0 e perdeu a invencibilidade...