24.5 C
São Gonçalo
sábado, dezembro 4, 2021

Atlantic e Amigos de Dora fazem o primeiro jogo da final no 5 de Julho, no Barreto

Na preliminar, jogam Bernardo x Atlantic, às 10h30, que marca a abertura do Campeonato Master 50 

Leia Mais

Nesto domingo (15), às 11h45, duas equipes se enfrentam no primeiro jogo da final do Campeonato de 40 para alcançarem a glória maior no Combinado 5 de Julho, no Barreto, em Niterói.

De um lado o Atlantic, equipe que mais somou pontos na fase de classificação e que já conquistou a quádrupla coroa (Campeonato de Novos, de 30, 40 e 50 anos) e do outro os Amigos de Dora, que confiam em seu artilheiro Márcio, com 14 gols e tem nele a arma para conquistar o bicampeonato da competição.

No encontro mais recente entre eles ainda na fase de classificação, o Atlantic venceu o Amigos de Dora por 3 a 1.

Mas se o confronto promete mexer com a paixão dos torcedores que assistirão a partida seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19 como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social, o diretor de esportes do clube está satisfeito com a final que, segundo ele, é o encontro do futebol bem praticado pelo Atlantic confrontada com a objetividade e eficiência dos Amigos da Dora.

“Apesar do momento difícil que estamos vivendo, estou feliz em poder chegar aqui nessa retomada de um dos campeonatos mais tradicionais de Niterói, que há anos recebe grandes craques, times inesquecíveis e conquistas são eternizadas. Mas independente de quem vença, os que estão aqui já são vitoriosos por terem enfrentado e vencido tantas coisas para chegar a esse momento”, revelou Bruno Barbosa, 45 anos.

Mas os 60 minutos prometem. Donos de duas goleadas nas semifinais, quando a Atlantic sapecou um sonoro 5 a 1 no Rio Negro e o Chilenada virou chinelinho quando perdeu por 5 a 0 para os Amigos de Dora, os dois times chegam para a disputa do título com a moral elevada.

“Vai ser um jogo bom e muito estudado. Decisão se define em detalhes e nessa, em especial, quem for mais detalhista pode surpreender o adversário. Estou confiante na minha equipe e espero vencer o bom time dos Amigos de Dora”, revelou o Dr. Ricardo Peon, 58 anos, presidente do Atlantic.

O Atlantic é dono da quádrupla coroa na localidade

Já o treinador Pedrinho, de 48 anos, prega humildade e mantém os pés no chão de seus comandados: “Nessa primeira partida da final, esperamos um jogo difícil e sabemos a qualidade do nosso adversário. Mas minha equipe vai jogar um futebol ofensivo que busca a vitória e esperamos uma boa apresentação para sairmos com o resultado positivo”, disse.

Já os Amigos de Dora, campeão em 2019, lutam pelo bicampeonato e querem dedicar o título ao grafiteiro e tatuador Pakato, ex-jogador da equipe, morto em janeiro desse ano em um acidente de moto no Porto da Madama, em São Gonçalo.

Os Amigos de Dora lutam pelo bicampeonato

“Esse título vai ser dedicado ao Pakato, craque que sempre honrou a camisa 20 que vestia. Dessa forma, é o espírito da nossa equipe para essa decisão em que jogaremos com paixão, determinação e cientes do grande adversário que teremos pela frente”, contou a vencedora Dora, 61 anos, que derrotou o Covid-19 em maio do ano passado.

O grafiteiro Pakato, morto em janeiro desse ano, era o craque da equipe

Para essa primeira partida, o árbitro será Rodrigo Félix. O segundo jogo será no domingo (22) que vem, às 11h45.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

ATLANTIC: Azul; Claudinho, Mário Pitt, Paulo; Alê, Manfra, Batata; Paulo Roberto e Marcelo. Técnico: Pedrinho.

AMIGOS DE DORA: Fábio; Carlos Henrique, Ronaldo, Ricardo; Hamilton, Eduardo, Fabrício e Adriano; Márcio. Técnica: Dora.

Notícias Relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias