21.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024
Foto: Fábio Guimarães / Prefeitura de SG

As ações para desocupação e demolição dos espaços públicos ao longo da antiga linha férrea de São Gonçalo, onde será implantado o corredor viário do BRS do projeto Mobilidade Urbana Verde Integrada (MUVI), continuam a pleno vapor. A Prefeitura de São Gonçalo, através de equipes da Secretaria de Conservação, atuou nesta quinta-feira (27), no trecho da Rua Doutor Alberto Torres, no bairro Porto Velho.

As atividades contam com a integração entre as secretarias municipais, atuando através de ações rotineiras. O setor de Departamento de Fiscalização Urbana revisitou, ao longo desta semana, estabelecimentos comerciais, que já haviam sido notificados em junho de 2022 , com o intuito de relembrar aos responsáveis por comércios da região sobre as demolições nos espaços ocupados irregularmente na linha férrea.

O município ficou encarregado da desapropriação e desocupação das áreas por onde passará o corredor viário de BRS, cuja obra será realizada pelo governo estadual. O projeto do MUVI foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Gestão Integrada e Projetos Especiais (Semgipe).

O grandioso projeto servirá não apenas para desafogar o sistema viário, mas realizar intervenções urbanísticas em todo o trecho, contando com a criação de novo corredor viário, com pistas de BRS e ciclovia, cortando um trecho de 13,5 quilômetros do município. O MUVI é o maior investimento em infraestrutura, mobilidade e urbanismo dos últimos anos na cidade de São Gonçalo e faz parte do Pacto RJ, programa de investimentos do Estado. Serão investidos R$262.184.615,51.

O sistema BRS (Bus Rapid Service) será implantado ao longo da antiga linha férrea que corta a cidade, ligando Neves a Guaxindiba, passando por importantes bairros, como o Centro e Alcântara.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress