23.5 C
São Gonçalo
terça-feira, junho 25, 2024

São Gonçalo intensifica combate à exploração sexual infantil

O seminário, que aconteceu no auditório da UERJ, reuniu toda a rede especializada para discutir um atendimento mais adequado para o público-alvo

São Gonçalo quer aprimorar combate à exploração sexual de crianças
São Gonçalo quer aprimorar combate à exploração sexual de crianças
Assistência Social promove evento no auditório da Uerj (Foto: Renan Otto)

A Prefeitura de São Gonçalo, através da Secretaria de Assistência Social e da Subsecretaria da Infância e Adolescência, promoveu na última terça-feira (21) o seminário “Atendimentos e Fluxos no Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. O evento, realizado no auditório da UERJ/FFP, no bairro Patronato, integra a programação do Maio Laranja, mês dedicado ao combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil.

O seminário teve como objetivo aprimorar os atendimentos e reformular os protocolos seguidos pela rede de proteção às crianças e adolescentes no município, conforme destacou a subsecretária da Infância e Adolescência, Mariana Frizieiro. “Estamos em um momento de reavaliação dos fluxos de atendimentos direcionados às crianças e adolescentes do município. Seguimos um protocolo do ano de 2014 e notamos que há a necessidade de uma reformulação, pois tivemos uma ampliação na rede de atuação com esse público em São Gonçalo nesta atual gestão”, explicou Frizieiro.

O evento reuniu profissionais da rede de proteção, incluindo representantes dos conselhos tutelares, CRAS, CREAS, Centro de Atenção Psicossocial Infantil e serviços de convivência, para discutir estratégias de prevenção e melhoria no atendimento às vítimas de violência. A presença de especialistas e representantes de diferentes áreas destacou a importância da colaboração intersetorial no enfrentamento ao problema.



continua depois da publicidade



Participaram da mesa de discussão o secretário de Assistência Social, Felippe Monteiro; a subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Ana Cristina da Silva; o conselheiro tutelar Tiago Dias; a representante do Núcleo Especial de Atendimento à Criança e ao Adolescente, Cristiane Neves; e a representante da Vigilância Epidemiológica, Laís Coutinho.

O seminário reforçou a necessidade de atualizar e fortalecer os protocolos de atendimento para garantir uma proteção mais eficaz às crianças e adolescentes de São Gonçalo. A Secretaria de Assistência Social destacou que as denúncias de abuso e exploração sexual podem ser feitas pelo Disque 100, serviço essencial para a proteção dos direitos das crianças e adolescentes.

A iniciativa faz parte do compromisso da Prefeitura de São Gonçalo em intensificar as ações de combate à exploração sexual infantil, buscando criar um ambiente mais seguro e protegido para a juventude da cidade.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress