19.5 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

‘O cavalo de Santíssimo e a coroa do Seu 7’ é o enredo da União de Maricá para 2025

A escola vai celebrar a entidade festeira, ícone da umbanda carioca e que fez história nos anos 70 / Foto: Divulgação

A União de Maricá definiu o seu enredo para o Carnaval 2025. Em busca do título da Série Ouro e o acesso ao Grupo Especial, a escola vai exaltar uma das entidades mais populares  da umbanda carioca: Seu Sete, Rei da Lira. Intitulado “O cavalo de Santíssimo e a coroa do Seu 7”, o tema autoral aprovado pela diretoria será desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira e mostrará as faces do Exu festeiro, que marcou época no Rio de Janeiro.

Seu Sete da Lira é um Exu Sete Encruzilhadas e tinha como médium a Mãe Cacilda de Assis, dona de um terreiro de umbanda em Santíssimo, na Zona Oeste, fechado na Ditadura Militar no início dos anos 70. A entidade se popularizou muito – inclusive, virou atração na TV, como nos programas do Chacrinha e Flávio Cavalcanti -, compôs álbum musical, fundou bloco carnavalesco e reuniu uma legião de seguidores. Para Leandro Vieira, essa alma festeira vai ditar o próximo carnaval da União de Maricá.

– Seu Sete e Mãe Cacilda carregam o universo do samba e do carnaval na história particular de fé que une a famosa entidade e seu “cavalo de santo”. Com o enredo “O cavalo de Santíssimo e a coroa do Seu 7”, mergulho na curimba suburbana tendo a entidade e a ialorixá que tornaram-se os mais proeminentes nomes para a popularidade da umbanda carioca como material para celebrar a fé que transborda em música e exuberância – disse Leandro. Ele completou:



continua depois da publicidade



– Por si só, Seu Sete já é cheio de grandes particularidades, com o sabor próprio que só uma entidade que “baixava” no Rio de Janeiro pode ter. Um Exu violeiro, flamenguista, devoto de Santo Antônio e muito chegado ao carnaval, das escolas de samba e dos blocos de rua, que bebia e cantava enquanto trabalhava no terreiro de Santíssimo. De tão famoso, tornou-se um “Exu Pop”, um astro de altíssima popularidade que chegou a ser convidado para se apresentar na TV, tendo transformado o programa do Chacrinha num terreiro que assistiu sua incorporação ser transmitida ao vivo para todo o Brasil. Olho para essa “encruzilhada” pra lá de brasileira cheio de vontade de produzir exuberância e festa – explicou o carnavalesco.

Neta de Mãe Cacilda, Bárbara de Assis definiu que a alegria sempre foi o grande legado deixado por Seu Sete e isso deve ser cultivado. Ela comemorou a oportunidade do legado de sua avó ser exaltado no carnaval através da União de Maricá em 2025.

– A minha avó e o Seu 7 nos ensinaram, ao longo da caminhada, apenas a alegria. Para nós e para os milhares de fiéis, a alegria dos dois sempre foi representada pelo carnaval. Foi pela alegria que os dois reuniram milhares de necessitados nas noites de sábado em Santíssimo. Foi pela alegria que ambos fundaram um bloco carnavalesco. Pela alegria, ambos promoveram o encontro da fé e da humanidade através da própria manifestação de seu trabalho. Hoje, é com essa mesma alegria que todos nós vemos a memória da minha avó e a presença do Seu Sete, sendo festejada pela criatividade do Leandro no desfile da União de Maricá. Isso é mais do que uma homenagem. Para nós, é um reviver, como o próprio Seu Sete, Rei da Lira, cantava – afirmou Bárbara.

Em 2024, a União de Maricá desfilou pela primeira vez na Sapucaí e alcançou a quarta colocação da Série Ouro. Com boa parte dos segmentos renovados do último carnaval, a escola já deu início aos trabalhos e vai divulgar em breve detalhes sobre o cronograma.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress