19.8 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

Núcleo de Ostomizados em São Gonçalo dobra atendimentos

Unidade de saúde oferece consultas e distribui bolsas de colostomia

Núcleo de ostomizados dobra atendimento em São Gonçalo
Núcleo de ostomizados dobra atendimento em São Gonçalo
Profissionais oferecem serviço humanizado para pacientes que já lidam com procedimento invasivo (Foto: Julio Diniz)

O Núcleo de Atenção à Saúde da Pessoa Ostomizada, no Centro de São Gonçalo, viu o número de pacientes cadastrados e de distribuição de bolsas de colostomia dobrar desde o início da gestão do prefeito Capitão Nelson. A unidade, que atende mais de mil gonçalenses que precisam de cuidados especiais após passarem por uma ostomia, oferece consultas médicas e técnicas periódicas, além de fornecer bolsas de colostomia e produtos para sua manutenção, durabilidade e limpeza.

Em 2021, o núcleo contava com 600 cadastrados e 450 retiravam as bolsas. Neste ano, o número cresceu para 1.135, com mais de 900 usuários retirando as bolsas e materiais para manutenção. Segundo Flávia Medeiros, enfermeira especializada em estomaterapia e responsável pelo local, o único requisito para receber atendimento é ser morador de São Gonçalo, ter encaminhamento médico e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Núcleo oferece atendimento multiprofissional nas especialidades de Clínica Geral, Enfermagem, Psicologia, Nutrição, Assistência Social e Fisioterapia. “Estimular a autonomia e o autocuidado é um dos nossos objetivos. Ensinamos aos pacientes a fazer a limpeza do estoma, seu próprio curativo, e a viver uma vida de qualidade com os materiais que entregamos”, destacou Flávia.



continua depois da publicidade



Os pacientes que chegam ao núcleo pela primeira vez recebem orientação sobre os cuidados necessários e aprendem como lidar com a ostomia em casa. A diarista Célia Sueli Guimarães da Costa, de 64 anos, ficou surpresa com a qualidade do atendimento que recebeu após uma cirurgia no reto. “Fui atendida pela assistente social, trocaram a minha bolsa, me ensinaram como fazer e me acalmaram porque está sendo muito difícil aceitar isso. Já fui encaminhada para a psicóloga e nutricionista. Estou muito agradecida a esse local e às pessoas que trabalham aqui”, disse Célia.

A unidade também oferece apoio emocional e acesso a outros serviços de saúde. A dona de casa Vera Alice Leal da Silva, 60, é atendida no núcleo há quase dois anos e relata a importância do serviço. “Sempre peguei os materiais desde o primeiro mês da cirurgia, e o atendimento sempre foi excelente. Se não tivesse esse serviço, não sei como faria porque a manutenção é cara e eu não tenho condições”, afirmou Vera.

Para o secretário de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo, Dr. Gleison Rocha, o núcleo oferece um tratamento humanizado para todos os pacientes que precisam das bolsas de colostomia ou urostomia. “Sabemos que não é fácil lidar com a situação, tanto financeiramente quanto emocionalmente. Por isso, disponibilizamos os profissionais necessários e os materiais. É esse tratamento humanizado que oferecemos para todos que passam por essas cirurgias, sem qualquer distinção”, destacou.

O núcleo fica na Avenida Presidente Kennedy, 207, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O cadastro para receber atendimento e materiais requer documentos como identidade, CPF, comprovante de residência dos últimos três meses, cartão do SUS, laudo médico com CID e 2 fotos 3×4. Para retirada dos materiais, além do paciente, outras três pessoas indicadas por ele na ficha de cadastro também podem fazer a retirada. O núcleo também oferece regulação de exames e encaminhamentos para outras especialidades e cirurgias.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress