19.9 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

Hospital Oceânico celebra quatro anos e consolida-se referência em Niterói

Hospital foi criado para tratar emergências do Covid-19, e se torna referência em atendimentos em Niterói

Hospital Oceânico: quatro anos e referência em atendimentos em Niterói
Hospital Oceânico: quatro anos e referência em atendimentos em Niterói
Desde 2020, mais de 64 mil pessoas foram atendidas nos ambulatórios da unidade, com 10 mil internações (Foto: Lucas Benevides)

O Hospital Municipal Oceânico Gilson Cantarino (HMOGC) comemorou, nesta segunda-feira (29), seu quarto aniversário, consolidando-se como uma das principais referências em atendimentos na cidade de Niterói. Desde sua abertura em 2020, o hospital atendeu mais de 64 mil pessoas nos ambulatórios e registrou mais de 10 mil internações. Originalmente criado para tratar pacientes com Covid-19, o hospital ampliou seu escopo e hoje oferece diversos serviços à população, incluindo um Centro de Reabilitação, um Centro Cirúrgico e uma variedade de exames.

A unidade intensificou recentemente sua atuação no processo de doação de órgãos, tornando-se parte do Programa Estadual de Transplantes – o RJ Transplantes. Para isso, a Secretaria de Saúde de Niterói está aprimorando a qualificação dos profissionais e identificando pacientes aptos para a doação de órgãos e tecidos para transplantes.

A secretária municipal de Saúde, Anamaria Schneider, destacou a importância do Hospital Oceânico para a cidade, lembrando seu papel no combate à pandemia e sua relevância atual como parte da rede de saúde de Niterói. “Com a desapropriação do prédio e a mudança do perfil da unidade, o hospital faz parte da rede de saúde e atende diariamente dezenas de pessoas, sejam pacientes cirúrgicos, do centro de reabilitação ou transferidos de outras unidades”, disse a secretária.



continua depois da publicidade



O vice-presidente da Atenção Hospitalar e de Emergência da Secretaria de Saúde de Niterói, Ramon Sanchez, ressaltou a importância do hospital durante a pandemia e seu papel na ampliação de serviços para a população. “Nossa vitória foi fazer mais de mil atendimentos no primeiro momento, quando o hospital foi fundamental no combate à Covid-19. Depois, ampliamos a oferta de serviços de saúde para poder salvar ainda mais vidas”, destacou.

O Centro Cirúrgico do Hospital Oceânico possui três salas independentes para intervenções simultâneas, se necessário. Desde março de 2022, a unidade tem realizado cirurgias de câncer de mama e colo de útero, entre outras especialidades. De março de 2022 a abril de 2023, foram realizadas 5.181 cirurgias no hospital, um marco importante para a unidade.

O diretor geral do HMOGC, Eduardo Maia, enfatizou a importância do atendimento ampliado e a visão de acolhimento que o hospital busca proporcionar. “O desafio é ter uma visão ampliada, ver o melhor a ser feito pensando na rede de saúde. A gente tem que traduzir essa atenção em um carinho que vai além do que a gente enxerga, mas para aqueles que estão carentes de atenção e acesso, faz toda a diferença”, afirmou.

O hospital também conta com um Centro de Reabilitação que, inicialmente, era voltado para pacientes pós-Covid. No entanto, com a diminuição dos casos devido ao avanço da vacinação, o centro foi incorporado à rede municipal de saúde, ampliando seus serviços para reabilitação de outros tipos de pacientes.

Com uma equipe capacitada e uma ampla gama de serviços, o Hospital Municipal Oceânico Gilson Cantarino segue contribuindo significativamente para a saúde e bem-estar dos moradores de Niterói, reforçando seu compromisso com a qualidade no atendimento e a inclusão de práticas que beneficiem a comunidade local.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress