24.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Festival abre Roda de Choro na Amaral Peixoto em Niterói

Foto: Divulgação

Consegue imaginar uma grande roda de Choro se estendendo pela Avenida Amaral Peixoto? Essa é a atração principal do evento de encerramento do I Festival de Choro de Niterói. Domingo, dia 23 de abril, no Dia Nacional do Choro, a partir das 13h, Armandinho Macêdo, Mônica Mac, Paulinha Diniz e Bruno Barreto vão ser acompanhados de cerca de 200 músicos da Orquestra Sinfônica Ambulante, da Escola Portátil, da Orquestra da Grota, do Programa Aprendiz Musical e alunos que participaram das oficinas do próprio Festival para esse momento especial.

Além disso, a programação do dia ainda contará com uma aula prática oferecida pela Escola Portátil (10h), apresentação do DJ Pantoja (12h) e um show da Sinfônica Ambulante (15h).

Dando início a uma nova tradição para a cidade, o I Festival de Choro de Niterói chega para potencializar a cena local de um dos ritmos mais tradicionais do Brasil. Com uma programação intensa de shows e oficinas, o festival é uma realização da Prefeitura de Niterói através da Fundação de Arte de Niterói.

Armandinho, um dos principais nomes da grande roda de choro, é famoso por sua grande experiência com a guitarra baiana, o fervo e os shows em trio elétrico. Filho de Osmar Macêdo, um dos criadores do trio elétrico, sua carreira ganhou proporção nacional quando participou do concurso de calouros do programa A Grande Chance, ainda em 1969.

Além disso, o músico também participou do grupo “A Cor do Som”. A banda foi uma das primeiras do país a unir a música regional ao rock. Atualmente, a banda vem se apresentando pelo Brasil e acaba de ganhar o Grammy Latino 2021 na Categoria de Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa. Em sua carreira solo, Armandinho acumula turnês nacionais e internacionais além de já ter dividido palco com grandes nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Ivete Sangalo, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Carlinhos Brown, Cassia Eller, Hermeto Pascoal, Arthur Moreira Lima, Sivuca, Yamandú Costa, Hamilton de Holanda, Stanley Jordan (EUA), Stanley Clarke (EUA), entre tantos outros.

Outras participações da grande roda são Mônica Mac, Paulinha Diniz e Bruno Barreto. Mônica é uma artista niteroiense que é co-idealizadora de projetos como “Samba Buarque de Holanda”, “Sai Samba de Cartola” e “Recriando a Criação”, em homenagem a Zé Catimba. A artista também já participou do grupo Situkerê e já se apresentou com Monarco, Dudu Nobre, Jorginho do Império, Dona Ivone Lara, Xande de Pilares, Wilson Moreira, Nelson Sargento, Marquinhos Diniz, Ana Costa e Marcelo D2.

Paulinha Diniz é neta do Mestre Monarco da Portela e filha de Marquinhos Diniz. A artista já participou de grupos como “Cariocas como Batuque da Raça”, “Grupo Vem que dá Samba” e “Um Salto no Samba”. Atualmente, seguindo sua carreira solo, Paulinha Diniz e banda tem sua roda de samba no bar Recreio Carioca. Já Bruno Barreto, músico de Niterói, tem experiência com tamborim e já dividiu palco com nomes como Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Diogo Nogueira, Teresa Cristina, Sandra de Sá, Léo Jaime e Arranco de Varsóvia. Atualmente, é vocalista do grupo Semente, importante banda nascida na Lapa e ganhadora do Prêmio da Música como Melhor Grupo de Samba.

Serviço
I Festival de Choro de Niterói – Grande Roda de Choro
Data: Domingo, dia 23 de abril de 2023
Horário: 10h às 15h
Evento gratuito
Classificação indicativa: livre
Local: Avenida Amaral Peixoto, próximo à Estação Araribóia da CCR Barcas

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress