23.9 C
São Gonçalo
sábado, maio 25, 2024

Vigilância Sanitária fiscaliza venda e orienta consumidores sobre alimentos para Páscoa

O Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) de Itaboraí segue realizando ações de fiscalização nos estabelecimentos comerciais, por conta do período da Páscoa, tendo em vista o aumento do consumo de peixes e chocolates. Durante as ações, os fiscais orientam e alertam os comerciantes e consumidores para os cuidados na hora da compra do pescado e outros produtos para a Semana Santa.

De acordo com a Vigilância Sanitária, existem diversos cuidados a serem tomados na compra desses alimentos. O pescado deve ser conservado com gelo ou por meio de balcões refrigerados. Já o pescado congelado, a temperatura de acondicionamento deve ser inferior a -15°C.

Vigilância Sanitária de Itaboraí fiscaliza venda e orienta consumidores sobre alimentos para Páscoa (1)Segundo o fiscal responsável da VISA de Itaboraí, o médico veterinário Cláudio Vicente, os pescados são alimentos saudáveis, porém altamente perecíveis. Por isso, a importância dos cuidados na hora da compra de peixe e frutos do mar, para evitar intoxicações e demais problemas de saúde.

“A primeira medida a ser adotada é observar as condições do local onde estão sendo comercializados os alimentos. Além disso, é importante verificar se os vendedores estão armazenando e manipulando corretamente os produtos. O local deve estar limpo e os pescados acondicionados em gelo para manter a temperatura baixa e adequada à integridade e, consequentemente, à qualidade do pescado. O objetivo desta ação é educar o comerciante e orientar o consumidor, com informações básicas, para que não seja acometido pela DTA (Doença Transmitida pelo Alimento)”, disse.

Vigilância Sanitária de Itaboraí fiscaliza venda e orienta consumidores sobre alimentos para Páscoa (3)O peixe fresco deve seguir os seguintes cuidados: os olhos devem ser brilhantes, salientes e ocupar toda a órbita; as escamas devem estar firmes, com brilho e bem aderidas ao pescado; as brânquias úmidas (sem muco) e avermelhadas; ventre firme, não deixando impressão duradoura à pressão dos dedos e o odor suave e característico.

Já em relação ao bacalhau, deve-se prestar atenção na aparência do produto, conferindo se tem manchas avermelhadas e pontos pretos, que indicam a presença de bactérias e/ou fungos. O sal desse pescado deve ser grosso, pois o fino é proibido. E os chocolates devem ser armazenados e expostos segundo orientação do fabricante. O ideal é que estejam em local fresco e arejado, sem umidade, longe de produtos de limpeza ou com intenso odor, e sem contato direto com a luz solar.

Vigilância Sanitária de Itaboraí fiscaliza venda e orienta consumidores sobre alimentos para Páscoa (2)Evite chocolates amolecidos e verifique se os produtos têm rotulagem onde há informações nutricionais, ingredientes, data de fabricação e validade. Outra informação obrigatória é a de presença (ou não) de glúten, lactose e demais ingredientes alergênicos.

Na fila da peixaria para garantir o peixe da Sexta-feira da Paixão, a recepcionista Jaqueline Soares, de 36 anos, elogiou a iniciativa em fiscalizar e conscientizar a população sobre os alimentos. “Eu sempre compro, e nunca tive problemas. Eu sei o básico, então sempre compro peixes fresquinhos. Mas é importante esse trabalho de fiscalização, pois ficamos ainda mais confiantes em comprar os produtos”, comentou a moradora de Nova Cidade.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress