23.5 C
São Gonçalo
terça-feira, junho 25, 2024

São Gonçalo promove evento em prol da luta antirracista

O evento também contou com a homenagem à Carolina Maria de Jesus, uma figura central na literatura brasileira e na luta antirracista

São Gonçalo promove evento sobre luta antirracista
São Gonçalo promove evento sobre luta antirracista
Trabalho da escritora Carolina Maria de Jesus é enaltecido (Foto: Fabio Guimarães)

Em um gesto de valorização da cultura afro-brasileira e de reflexão sobre a luta antirracista, a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de São Gonçalo, através da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (COMIRSG), realizou na última quinta-feira (23) o evento “13 de maio por Carolina Maria de Jesus”. A data, que marca a assinatura da Lei Áurea, foi celebrada no auditório do Colégio Municipal Presidente Castello Branco, no bairro Boaçu.

O evento destacou a importância da escritora Carolina Maria de Jesus, uma figura central na literatura brasileira e na luta antirracista. Autora do icônico “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada”, Carolina Maria de Jesus trouxe à tona a realidade vivida por uma mulher negra, mãe e moradora de favela no Brasil do século XX, através de suas escrevivências — um termo que mescla escrita e vivência, característico de sua obra.

Daniele Gonçalves, da Coordenadoria de Promoção de Igualdade Racial de São Gonçalo, enfatizou a relevância do evento: “Falar sobre a educação antirracista é falar sobre as Leis 10639 e 11645, que tornaram obrigatório o estudo da história e cultura indígena e afro-brasileira nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio no país. Além disso, é importante que se reflita o dia 13 de maio. Nosso objetivo é fazer uma reflexão com alunos da rede municipal sobre as escrevivências de Carolina Maria de Jesus, importante escritora negra do Brasil”.



continua depois da publicidade



Além de comemorar a abolição da escravatura, o 13 de Maio é também o Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, uma data que promove o debate sobre as medidas contra a violação dos direitos da população negra.

Durante o evento, os alunos puderam assistir palestras e um curta-metragem sobre a temática, promovendo um espaço de aprendizado e reflexão. À noite, apresentações culturais exaltaram a rica herança afro-brasileira, e educadores engajados na pauta antirracista foram homenageados.

A ocasião contou ainda com a presença de Maria Alice, uma respeitada militante de 85 anos do movimento negro em São Gonçalo, cuja trajetória inspira e reforça a importância da luta contínua pela igualdade racial.

O evento “13 de maio por Carolina Maria de Jesus” reforça o compromisso de São Gonçalo com a promoção da igualdade racial e a valorização das contribuições culturais e históricas da população negra no Brasil.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress