19.9 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

Prefeitura de Maricá promove Semana do Orgulho LGBTQIA+

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+ é comemorado anualmente em 28 de junho e, para marcar a data, a Prefeitura de Maricá lança a campanha “Respeite o meu orgulho”, com o objetivo de afirmar as diferenças e uma convivência social respeitosa. A Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher, em parceria com a Coordenadoria Municipal LGBTI, preparou uma programação especial com debates, homenagens e apresentações artísticas.

As ações são direcionadas a pessoas lésbicas, bissexuais, transgênero, queer, intersexo, assexuais e todos os membros da comunidade. Na segunda-feira (26/06), às 14h, será realizado um debate sobre Educação pelos Direitos Humanos celebrando o Orgulho LGBTQIA+ no Instituto Federal Fluminense (IFF), em Ubatiba. Na terça-feira (27/06), às 10h, acontece a posse da Comissão de Direitos Humanos e Educação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB- Maricá) e palestra do advogado Nélio Georgini, na sede da OAB- Maricá, em Araçatiba.

Já no dia 28, Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, acontece às 10h o hasteamento da bandeira Arco Íris do Orgulho LGBTQIAPN+ na Casa de Cultura. Na parte da tarde, a partir das 14h, o Conselho Municipal LGBT de Maricá se reúne na Câmara Municipal de Maricá para homenagear militantes pelo Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAPN+, com entrega de moções. As comemorações acontecem no dia 30 de junho, às 10h, com o debate “Saúde É Orgulho”, com profissionais de saúde do 4º distrito, na Lona Cultural Beth Carvalho, em Itaipuaçu. A partir das 14h, na Praça Orlando de Barros Pimentel, está programado o ato político cultural “Respeite nosso orgulho”, com realização de ações sociais, shows e apresentações artísticas.

Origem da data

O Dia do Orgulho LGBT foi criado em homenagem a um episódio da luta da comunidade gay pelos seus direitos: a Rebelião de Stonewall Inn. Em 1969, esta data marcou a revolta da comunidade contra uma série de invasões da polícia de Nova York aos bares que eram frequentados por homossexuais, que eram presos e sofriam represálias por parte das autoridades.

Diante do acontecimento, foram feitos diversos protestos em favor dos direitos dos homossexuais por várias cidades norte-americanas. A 1ª Parada do Orgulho Gay foi organizada no ano seguinte (1970), para lembrar e fortalecer o movimento de luta contra o preconceito.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress