19.9 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

Prefeitura comemora Dia Municipal dos Povos Indígenas em Itaipuaçu

Fotos de Elsson Campos / Prefeitura de Maricá

A Prefeitura de Maricá realizou neste sábado (22/04) uma programação especial em comemoração ao Dia Municipal dos Povos Indígenas, que contou com artesanato, aula de guarani, música, debates e vivência na aldeia Tekoa Ara Hovy (Céu Azul), na Morada das Águias, em Itaipuaçu. O evento teve a participação dos caciques Miro, Félix e Vanderlei da Silva Weraxunu, além do secretário de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher, João Carlos de Lima, o Birigu; da coordenadora de Políticas para os Povos Indígenas, Maria Oliveira; e o vereador Felipe Hadesh.

Durante os festejos, os visitantes participaram da vivência na aldeia para conhecer de perto um pouco da cultura e do modo de vida indígena, com cantos tradicionais, pintura, degustação de pratos típicos e pintura corporal. Para Maria Oliveira, essa vivência é fundamental para diminuir o preconceito que existe sobre a população indígena.

“Muita gente ainda não entende a presença dos povos originários na cidade É um incômodo para boa parte das pessoas. Esse envolvimento serve para que se conheça o real modo de vida dos povos, que querem manter suas tradições e não sofrer nenhum tipo de discriminação por isso”, ressaltou a coordenadora.

O secretário Birigu afirmou que a comemoração ratifica o compromisso do governo municipal com a reparação dos povos originários e que o novo espaço da aldeia Céu Azul, que está sendo preparado no Espraiado, deverá ser entregue na Semana dos Direitos Humanos, em dezembro. Segundo ele, a mudança tem o aval de órgãos, como a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Ministério Público Federal e a Defensoria Pública Federal.

“Tudo está sendo feito em consonância com as lideranças da aldeia, e temos certeza de que o que estamos realizando vai se tornar referência nacional nas relações entre o poder público e as populações indígenas, e do quanto Maricá vem avançando nesse setor. É bom deixar claro que nao estamos dando terras, mas sim devolvendo o que sempre lhes pertenceu”, defende Birigu.

A aldeia Céu Azul se instalou há cerca de dez anos na localidade de Morada das Águias, que fica dentro da área do Parque Estadual da Serra da Tiririca. De acordo com o cacique Vanderlei Weraxunu, as dificuldades para plantio e obtenção de água na área de encosta se acentuaram nos últimos anos, o que criou a necessidade de realocação. Ele observa que o governo municipal se mostrou sensível ao problema e se mobilizou para atender à demanda.

“Percebemos o interesse do governo em nos ajudar e fomos, como sempre, bem recebidos pelas autoridades locais. Visitamos o novo local diversas vezes e lá teremos água e poderemos plantar com segurança e espaço. O olhar da prefeitura é receptivo e respeitoso conosco, como não vemos em outros municípios. No entanto, parte da população ainda nos olha com desconfiança, o que é ruim para nós. O dia de hoje é de luta e resistência e não só de celebração”, pontuou o líder indígena.

Dia Municipal dos Povos Indígenas

A lei nº 3.196/2022 instituiu e incluiu no calendário oficial de eventos do município o Dia Municipal dos Povos Indígenas a ser comemorado anualmente no dia 22 de abril. A data tem como objetivo valorizar a cultura e os saberes tradicionais dos povos indígenas, além de promover a conscientização social sobre os direitos humanos dos povos indígenas protegidos nacional e internacionalmente, além de se contrapor à ideia colonizadora de que o Brasil foi descoberto neste mesmo dia, no ano de 1500, ignorando a prévia existência dos povos indígenas que já habitavam o território. Na cidade existem duas aldeias indígenas que resistem e preservam suas tradições: A Mata Verde Bonita (Tekoa Ka’aguy Hovy Porã), em São José do Imbassaí e Céu Azul (Tekoa Ara Hovy), em Itaipuaçu.

 

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress