24.2 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 21, 2024

Obras no Restaurante Popular do Fonseca seguem a todo vapor

Foto: Divulgação

As obras do novo Restaurante Popular, que está em construção no Fonseca, seguem a todo vapor. O novo equipamento está na fase de instalação dos equipamentos contra incêndio, gás, elétrica, hidráulica, águas pluviais, ar condicionado e exaustão. Além disso, o espaço também está recebendo revestimentos das paredes com azulejos e, no térreo, o piso. O prédio anexo, está na fase final da concretagem. A Prefeitura de Niterói prevê inaugurar o local no segundo semestre deste ano.

O novo equipamento, com área total de 1.200 m² e dois pavimentos, terá cerca de 200 lugares e capacidade para servir duas mil refeições por dia. O investimento da Prefeitura será de cerca de R$ 5,2 milhões por ano. A unidade contará com cozinha industrial e pedagógica, sala de aula, auditório, recepção, salão para refeições e varanda. O local vai abrigar a primeira Escola de Formação em Gastronomia Popular do Estado, onde jovens e adultos vão poder obter qualificação profissional para o mercado de trabalho e para o empreendedorismo com diversos cursos na área de gastronomia, padaria e serviços para bares e restaurantes.

O secretário de Assistência Social e Economia Solidária, Elton Teixeira, responsável pela gestão dos restaurantes populares em Niterói, reforça que o espaço será, para além de um equipamento de segurança alimentar, um formador de mão de obra na área da gastronomia.

“O Restaurante Popular, para além de uma opção saudável e econômica para a população conseguir manter uma alimentação balanceada, será também um espaço multifuncional, com aulas de gastronomia e outros cursos, que vai qualificar e gerar renda. Em um ano, estimamos que aproximadamente duas mil pessoas se formem e possam ajudar suas famílias a saírem da situação de vulnerabilidade social”, ressaltou.

Assim como a unidade do Centro, o restaurante do Fonseca será uma opção de alimentação de qualidade a preços simbólicos: R$ 2 no almoço e R$ 0,50 no café da manhã. O cardápio será variado e preparado por nutricionistas. Dados de pesquisa de 2022, realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN), apontam que 33,1 milhões de pessoas no Brasil não têm comida na mesa.

Unidade do Centro – O Restaurante Cidadão Jorge Amado, no Centro de Niterói, foi municipalizado em 2017, depois de passar um período fechado. Depois que foi reaberto pela Prefeitura, o Restaurante Popular do Centro já serviu 3 milhões de refeições. O equipamento serve uma média de 2 mil refeições ao dia e mais de 500 mil a cada ano. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, de 6h às 9h, para o café da manhã e, de 10h às 15h, para o almoço.

Uma pesquisa realizada com frequentadores, em 2021, revela que 40,2% dos frequentadores estão desempregados. A pesquisa também mostrou que 47,7% são moradores de outros municípios, sendo 31,8% de São Gonçalo, 4,7% da cidade do Rio de Janeiro, 3,7% de Itaboraí e 3,7% também de Maricá. Também apareceram no estudo moradores de Mesquita, São Fidélis, Quissamã e até de São Paulo.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress