23.9 C
São Gonçalo
domingo, junho 16, 2024

O adeus dos fãs a um fenômeno de popularidade e recordista digital

Marília Mendonça era recordista de seguidores e audiência em diversas redes digitais, além de shows em turnês lotadas. Morte da artista chocou e comoveu o país (Reprodução)

O velório da cantora e compositora Marília Mendonça, morta na sexta-feira, aos 26 anos de idade, em acidente aéreo em Minas Gerais deve reunir cerca de 100 mil pessoas no ginásio  Goiânia Arena. O enterro da artista está marcado para as 17h30 deste sábado (6), no cemitério Parque Memorial, também na capital goiana.

Se o número de pessoas que vão se despedir de Marília impressiona, nem se compara aos que ela obteve em vida, com sua breve carreira artística.  Artista mais ouvida do Brasil no streaming em 2019 e 2020, ela colecionou recordes e dígitos nas mais diversas redes.

Um dos mais impressionantes veio durante a pandemia: foi dela a live musical mais vista na história do YouTube, com 3,3 milhões de acessos simultâneos, em maio de 2020. Ainda no YouTube, a cantora tem 22 milhões de inscritos em seu canal, cujos vídeos acumulam 14 bilhões de visualizações. No Spotify, plataforma de streaming mais popular do mundo, são 21,3 milhões de seguidores e, atualmente, 8,3 milhões de ouvintes mensais.

O grandioso projeto “Todos os cantos”, que rodou as capitais do Brasil com shows gratuitos lançando singles inéditos, rendeu um álbum que alcançou a tripla platina com 240 mil cópias vendidas.

No Instagram,  Marília era seguida por 37 milhões de pessoas — número que saltou para 40 milhões após sua morte. No Twitter, ela era seguida por quase 8 milhões de usuários.

 

 

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress