23.9 C
São Gonçalo
sexta-feira, maio 24, 2024
Foto: Divulgação

Amanhã, dia 26 de março, às 16h, a Fundação de Arte de Niterói apresenta, no Polo Gastronômico de Icaraí, na Rua Doutor Leandro Mota, o projeto “Choro na Rua”, sob liderança do compositor e trompetista Silvério Pontes. Desta vez, Daniel Scisino se junta à roda, como convidado.

No repertório, composições autorais, clássicos do samba e choro brasileiro apresentando um repertório diversificado, flertando com a música instrumental e o samba.

O coletivo “Choro na Rua” nasceu espontaneamente na Rua do Rosário, em dezembro de 2016, em frente à extinta livraria Al-Farabi, no lançamento do livro sobre a dupla Zé da Velha & Silvério Pontes. A roda, que aconteceu na rua e cujo vídeo teve mais de um milhão de visualizações nas redes sociais, fez com que um núcleo de músicos percebesse que havia demanda por esse tipo de música fora dos ambientes formais.

Silvério Pontes explica a proposta do evento de levar essa magia para um público maior, proporcionando diversão e entretenimento, além de ocupar os espaços urbanos e fortalecer a identidade cultural da cidade: “o choro começou na rua, na serenata. Daí foi para confeitaria, bares, cabarés, gafieiras, rádios, estúdios de gravação e até salas de concerto. Agora é hora do choro voltar pra rua, enriquecido por toda essa experiência”.

Desde março de 2017, o “Choro na Rua” tem acontecido em diferentes espaços, conseguindo atingir um público que vai desde aficionados do estilo musical até o simples passante. Da terceira idade até a criançada. O coletivo coloca em prática a essência da roda de choro: liberdade por princípio, compartilhamento por base e alegria por fim.

Formação

Silvério Pontes – trompete
Alexandre Romanazzi – flauta
Daniela Spielmann – sax
Bebê Kramer – acordeon
Tiago Souza – bandolim
Rogério Caetano – 7 cordas
Charles – violão
Henrique Cazes – cavaquinho
Netinho Albuquerque – pandeiro
Rodrigo Jesus percussão

Sobre Daniel Scisino

Em 2002 fundou junto com amigos o grupo Unha de Gato descobrindo o cavaquinho como seu principal instrumento, onde trabalha até hoje tendo seu segundo álbum lançado pelo selo Olho do Tempo em 2013. Em 2005 cursou violão clássico no CEIM – UFF.

Cantor, músico e compositor. Trabalhou 13 anos com o grupo de músicos do Centro Cultural Candongueiro, tocando cavaquinho e cantando nas rodas de samba e choro quinzenais, acompanhando vários artistas da música popular brasileira naquele local como: Ney Lopes, Beth Carvalho, Velha guarda da Portela, Décio Carvalho, Arlindo Cruz, Sombrinha, Dona Ivone Lara, Leci Brandão, entre outros.

Serviço
“Choro na Rua” – convidado: Daniel Scisino
Data: 26 de março, domingo
Horário: 16h
Local: Polo Gastronômico de Icaraí – Rua Doutor Leandro Mota
Evento gratuito

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress