23.9 C
São Gonçalo
sábado, maio 25, 2024

ICTIM comemora encerramento de cursos e oficinas com Desfile de Carnaval

Para marcar o encerramento do primeiro módulo dos cursos e oficinas do eixo Carnaval da Incubadora de Inovação Social em Cultura, a Prefeitura de Maricá, numa parceria do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM) com a Secretaria de Cultura, e o Instituto Brasil Social (IBS) realizaram uma belíssima apresentação na Passarela do Samba Adélia Breve, no Centro.

Ao todo, 350 pessoas participaram do desfile, entre professores, alunos e convidados. É importante destacar que além da alegria, evolução e do samba no pé, os alunos mostraram muito talento, já que enredo, fantasias e os três carros alegóricos foram elaborados por eles, que também comandaram os instrumentos. Por isso, o tema não poderia ser outro: “Com Orgulho, Maricá. Um agradecimento por todas as conquistas”.

“Hoje concluímos um ciclo de um projeto inovador na cidade. Capacitamos e qualificamos centenas de maricaenses no eixo Carnaval da Incubadora de Inovação Social em Cultura”, declarou o presidente do ICTIM, Carlos Senna.

Presidente da Escola de Samba União de Maricá, Tadeu Marinho, prestigiava o evento e falou sobre a iniciativa.

“Aqui está o futuro da União de Maricá com crianças, jovens e adultos que vão fazer parte da agremiação do amanhã. Estamos muito felizes por podermos participar desse projeto da Escola de Samba Mirim Pimpolhos da Grande Rio e do Bloco Ilê Aiyê em que são formados profissionais da indústria do carnaval. Isso para a gente não tem preço, é muito importante, porque temos 200 mil habitantes no município e a União de Maricá vai para a Sapucaí pela primeira vez. Então, isso aqui dignifica a potência da cultura da nossa cidade”, avaliou Tadeuzinho.

Na arquibancada, ao lado de uma amiga, da filha e de uma amiguinha dela, Luana Ramalho, 35 anos, que mora em Vila Isabel, no Rio de Janeiro, vibrava com a apresentação dos alunos. Entre eles, duas pessoas em especial, moradoras de Itapeba.

“Eu vim prestigiar meus pais que fizeram os cursos de alegorias e adereços e de cavaquinho. Eles têm mais ou menos 60 anos e ficaram muito felizes em poder participar deste desfile, que é uma coisa diferente e que eles nunca tinham feito na vida. Mas agora que estão aposentados, buscaram por esse curso, que era uma ocupação para eles e puderam ajudar confeccionando fantasias e carros alegóricos. Estão radiantes”, explicou Luana.

“E essa também é uma forma de agregar o salário para os próximos carnavais. Uma maneira deles trabalharem nas oficinas das escolas de samba”, completou Joana Ferreira, 40 anos, que também mora em Vila Isabel e estava na cidade à convite da amiga.

Após o desfile, a festa continuou na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. No palco, teve algumas apresentações e na sede da Incubadora de Inovação Social em Cultura uma exposição, com tudo que foi desenvolvido no primeiro módulo de oficinas.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress