Caso Flordelis: filho da deputada pode ser solto nos próximos dias

Ministério Público concorda com o pedido da defesa para libertar Adriano

Um dos presos por envolvimento na trama familiar que terminou com a morte do pastor Anderson do Carmo pode ser solto nos próximos dias. O Ministério Público do Rio concordou com o pedido de liberdade encaminhado pela defesa de Adriano dos Santos Rodrigues, mais conhecido como Bigode, filho biológico da deputada federal Flordelis.

Adriano foi denunciado por ter participado da fraude de uma carta que apontava o irmão, Misael, que é vereador em São Gonçalo, como o mandante do assassinato de Anderson do Carmo. As investigações, no entanto, concluíram que, na verdade, Flordelis seria a “mentora intelectual” do crime.

O LADO DE CÁ teve acesso ao parecer, assinado pelo promotor Carlos Gustavo, favorável à substituição da prisão preventiva de Adriano por medidas cautelares, como a proibição de acesso à casa da família, locais de culto ligados ao Ministério Flordelis, e proibição de contato com a deputada federal, os outros réus no mesmo processo, além de testemunhas. A decisão sobre a soltura de Adriano cabe à juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce.

A deputada federal Flordelis foi denunciada como mandante da morte do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho do ano passado. Cinco filhos da parlamentar e uma neta já estão presos por envolvimento no crime. Ela continua em liberdade por causa da imunidade inerente ao cargo.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.