28.6 C
São Gonçalo
segunda-feira, abril 15, 2024

A cada três dias, uma pessoa foi vítima de bala perdida no Grande Rio, em agosto

Leia Mais

As balas perdidas voltaram a assustar a população durante o mês de agosto. Ao todo, 11 pessoas foram vítimas de balas perdidas na Região Metropolitana do Rio, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (05-09) no relatório mensal do Instituto Fogo Cruzado.

Entre as vítimas, duas morreram e nove ficaram feridas. As ações e operações policiais resultaram em sete das 11 vítimas. Em média, a cada três dias uma pessoa foi vítima de bala perdida em agosto.

Em 2021, neste mesmo período, o número foi o mesmo: 11 pessoas foram vítimas de balas perdidas: duas morreram e nove ficaram feridas. Seis das vítimas foram atingidas durante ações e operações policiais.

Maria Isabel Couto, diretora de programas do Instituto Fogo Cruzado, acredita que a insegurança já faz parte da rotina dos moradores do Rio de Janeiro.

“Quase de hora em hora, vemos informações sobre tiroteios no Rio de Janeiro. As vítimas das balas perdidas são a consequência desastrosa de uma lógica de confrontos que domina a Região Metropolitana do Rio. É preciso investir em prevenção e inteligência para que menos vidas sejam perdidas e menos pessoas sejam marcadas física e psicologicamente pelas balas perdidas”, argumentou Maria Isabel.

O mês em dados – Ao longo do mês de agosto, houve 338 tiroteios/disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, segundo o Instituto Fogo Cruzado. Número de registros é igual ao mapeado no oitavo mês de 2021, quando 338 tiroteios ocorreram na Região Metropolitana.

Dos 338 tiroteios mapeados só neste mês que passou, 122 deles (36%) ocorreram durante ações/operações policiais, o que significa que, em média, a cada três tiroteios ocorridos na Região Metropolitana, um foi durante ação ou operação policial.

Em agosto de 2021, foram 93 tiroteios em ações/operações dentre os 338 ocorridos em toda região metropolitana naquele mês.

Ao todo, 196 pessoas foram baleadas no Grande Rio: 81 delas morreram e 115 ficaram feridas. O número de mortos teve queda de 10%, já o de feridos, aumento de 40% em comparação com agosto de 2021 quando, dos 172 baleados, 90 morreram e 82 ficaram feridos.

Houve queda de 3% nos tiroteios e de 16% nos mortos, mas aumento de 21% no número de feridos em comparação com julho, que concentrou 348 tiroteios, 96 mortos e 95 feridos.

Ranking – Entre os municípios que compõem a Região Metropolitana do Rio, os cinco mais afetados pela violência armada em agosto foram:

Rio de Janeiro: 203 tiroteios, 35 mortos e 43 feridos

São Gonçalo: 21 tiroteios, 7 mortos e 10 feridos

Duque de Caxias: 18 tiroteios, 5 mortos e 5 feridos

Nova Iguaçu: 17 tiroteios, 8 mortos e 9 feridos

São João de Meriti: 17 tiroteios e 12 feridos

Notícias Relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

plugins premium WordPress