25.9 C
São Gonçalo
quinta-feira, abril 18, 2024

União de Maricá é destaque na estreia na Marquês de Sapucaí

Com o enredo “O Esperançar do Poeta”, escola contagiou quem assistia ao desfile da Série Ouro

Leia Mais

A Escola de Samba União de Maricá se destacou na sua estreia pela Série Ouro, na madrugada deste sábado (10/02), às 2h30, na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A escola foi a sexta a desfilar e contou com a presença marcante da modelo, empresária e eterna “Globeleza”, Valéria Valenssa, que retornou à Sapucaí depois de 20 anos afastada, e recentemente foi nomeada “embaixadora da cidade de Maricá”. O desfile foi transmitido ao vivo pela TV Band.

O enredo “O Esperançar do Poeta” é uma grande homenagem aos compositores que mudam vidas a partir de seus versos e melodias. A escola trouxe muita exuberância em suas alegorias e fantasias, se destacando das demais agremiações do grupo. A comissão de frente surpreendeu o público com uma peça cenográfica em forma de pandeiro que se movia onde os componentes sambavam em cima dela.

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta, desfilou pela escola e falou sobre a ansiedade da estreia no palco principal do carnaval carioca, a Marquês de Sapucaí. “Ansiedade de uma expectativa positiva. A comunidade construiu um belo carnaval, trouxe muita vibração acima de tudo. A escola vai passar pela Sapucaí levando muita energia de uma cidade que se reconhece na transformação, na afirmação da cultura popular do samba como valor identitário e vai chegar chegando. Vai levar esperança para outras cidades do Rio de que é possível transformar o território. Maricá é meu país, meu país é Maricá!”, declarou o prefeito antes da escola entrar na avenida.

O presidente da agremiação, Tadeu Marinho, conhecido como Tadeuzinho, falou sobre a preparação da escola ao longo do ano para que a estreia na Sapucaí fosse surpreendente. “Estamos muito animados e com o coração acelerado. Com a certeza de que vamos passar nessa avenida pela primeira vez e fazer história. É um lugar que a gente vai pisar e espero nunca mais sair. Trabalhamos forte desde o começo do ano passado até agora para que esse momento acontecesse. Então, isso é fruto de muito trabalho, competência, amor, garra e vamos mostrar isso aqui”, declarou Tadeuzinho durante entrevista à TV Band.

Rainha de bateria da escola, Rayane Dumont mencionou a responsabilidade que é estar à frente da bateria da escola do município onde nasceu e cresceu. “Aqui em Maricá sou rainha e a responsabilidade é diferente, mas gratificante. Ainda mais ser rainha de um lugar onde eu fui nascida e criada. Está sendo um privilégio muito grande”, disse Rayane ao falar sua impressão sobre o desfile. “Maravilhosa essa energia com as pessoas cantando o nosso samba-enredo. Está sendo especial demais. É um período mágico que estamos vivendo juntos”, completou.

Com 1.400 componentes, a maioria deles moradores de Maricá, e quatro carros alegóricos, a União de Maricá fez um desfile bastante elogiado por especialistas em carnaval.

O Esperançar do Poeta

O samba-enredo “O Esperançar do Poeta”, do carnavalesco André Rodrigues, foi composto por Rafael Gigante, Vinicius Ferreira, Junior Fionda, Camarão Neto, Victor do Chapéu, Jefferson Oliveira, Marquinho Abaeté e André do Posto 7. A obra é uma grande homenagem ao ato de compor samba, tendo Guaracy Sant’Anna como o fio condutor. Guará, como ficou popularmente conhecido, é o autor de sambas marcantes, como “Sorriso Aberto”, eternizado na voz de Jovelina Pérola Negra, “Singelo Menestrel”, “Catatau”, dentre outros.

O desfile foi pensado em trechos de músicas para contar uma história de esperança para os compositores e da classe sambista. O 2º carro alegórico, denominado “E aquela gente de cor com a importância de rei vai pisar na passarela”, traz o boneco de uma baiana girando em 360º e com uma coroa na cabeça como destaque da escola. Uma referência às baianas como fundamento ancestral da cultura, fazendo referência às mulheres que eram compositoras e inspiradoras como Dona Ivone Lara e Tia Ciata.

Sobre a União de Maricá

Fundada em 26 de maio de 2015, o Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S) União de Maricá nasceu com o propósito de recuperar, reestruturar e fortalecer a arte e cultura do carnaval da cidade de Maricá, outrora muito ativo, chegando a ter, por volta de 20 agremiações, nos seus desfiles. Além disso, passou a ser a representatividade do carnaval maricaense nos palcos carnavalescos da cidade do Rio de Janeiro, com o objetivo maior de conseguir a sua apoteose no sambódromo da Marquês de Sapucaí.

No ano de 2016 estreou no carnaval do Rio de janeiro, pelo grupo de acesso C (atual série bronze), considerado a 4ª divisão dos desfiles cariocas, no palco Carnaval do Povo, na Estrada Intendente Magalhães, já conquistando um honroso 4º lugar, efetivando a permanência no grupo até o carnaval de 2018, onde foi sagrada campeã campeões tendo, então, o direito de migrar ao grupo B (atual Série Prata), último degrau ao sonhado acesso à Sapucaí.

Em 2023, após grandes apresentações nos anos anteriores, conquistou o vice-campeonato geral da Série Prata, conseguindo o direito a desfilar na Série Ouro do Carnaval 2024, na Marquês de Sapucaí. Ao todo, 32 escolas de samba lutavam por três vagas e a União de Maricá foi campeã com 269,9 pontos; a Sereno de Campo Grande também com 269,9 pontos; e a União do Parque Acari foi a terceira escola campeã ao garantir média entre as segundas colocadas nos desfiles com 269,7 pontos.

Notícias Relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

plugins premium WordPress