24.5 C
São Gonçalo
segunda-feira, junho 24, 2024

União de Maricá alcança o 4º lugar no desfile da Série Ouro do Rio

A União de Maricá obteve um honroso 4º lugar em seu primeiro desfile na Marquês de Sapucaí, palco das principais escolas de samba do Rio e que completou 40 anos neste carnaval. Na apuração realizada nesta quarta-feira de cinzas (14/02) na Cidade do Samba, a agremiação maricaense alcançou 269,5 pontos, ficando a apenas meio ponto da campeã Unidos de Padre Miguel e atrás somente de escolas de tradição como Império Serrano (vice-campeã) e Estácio de Sá (3º lugar). A surpreendente colocação garantiu a permanência na Série Ouro do carnaval carioca e, com isso, mais um desfile no Sambródromo em 2025.

 

A quadra da escola, às margens do quilômetro 28,5 da rodovia RJ-106, ficou lotada de torcedores que acompanharam a apuração pelo telão montado na área externa. Cada nota 10 anunciada para a União era saudada aos gritos pelo público. Dos nove quesitos apurados, a escola chegou à nota máxima dos quatro julgadores em Fantasias, Comissão de Frente, Alegorias e Adereços e Harmonia.

 

Como o regulamento descartava a pior nota conferida (nenhuma menor que 9,9), o quesito Bateria também ficou com 10 no geral. Foi o bastante para os ritmistas comemorarem efusivamente e começarem a batucada na quadra, que seguiu até o fim da apuração.

 

No final, o público comemorou bastante a posição obtida pela escola. O diretor de Comunicação, Thyago Hammes, agradeceu à Prefeitura de Maricá pelo apoio em toda a preparação ao longo do ano.

 

“Fiquem orgulhosos de nossa escola e nossa cidade, pois mostramos que Maricá é, sim, uma cidade de samba. Esse resultado é fruto de um trabalho de muito tempo. Hoje a Sapucaí conhece Maricá e seus ônibus vermelhinhos, a moeda Mumbuca, o Passaporte Universitário e tantos outros projetos de sucesso por causa da União de Maricá. Nosso agradecimento também ao prefeito Fabiano Horta por todo o suporte, sem o qual não seria possível chegar onde chegamos”, discursou Thyago.

 

O Esperançar do Poeta

 

Com quatro carros alegóricos e 1.400 componentes, a maioria deles moradores da cidade, a União de Maricá fez um desfile bastante elogiado por especialistas em carnaval. O samba-enredo “O Esperançar do Poeta”, do carnavalesco André Rodrigues, foi composto por Rafael Gigante, Vinicius Ferreira, Junior Fionda, Camarão Neto, Victor do Chapéu, Jefferson Oliveira, Marquinho Abaeté e André do Posto 7. A obra é uma grande homenagem ao ato de compor samba, tendo Guaracy Sant’Anna como o fio condutor. Guará, como ficou popularmente conhecido, é o autor de sambas marcantes, como “Sorriso Aberto”, eternizado na voz de Jovelina Pérola Negra, “Singelo Menestrel”, “Catatau”, dentre outros.

 

O desfile foi pensado em trechos de músicas para contar uma história de esperança para os compositores e da classe sambista. O 2º carro alegórico, denominado “E aquela gente de cor com a importância de um rei vai pisar na passarela” (trecho da letra do clássico samba “Dia de Graça”, de Candeia), traz o boneco de uma baiana girando em 360º e com uma coroa na cabeça como destaque da escola. Uma referência às baianas como fundamento ancestral da cultura, fazendo referência às mulheres que eram compositoras e inspiradoras como Dona Ivone Lara e Tia Ciata.

 

Sobre a União de Maricá

 

Fundada em 26 de maio de 2015, o Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S) União de Maricá nasceu com o propósito de recuperar, reestruturar e fortalecer a arte e cultura do carnaval da cidade de Maricá, outrora muito ativo, chegando a ter por volta de 20 agremiações nos seus desfiles. Além disso, passou a ser a representatividade do carnaval maricaense nos palcos carnavalescos da cidade do Rio de Janeiro, com o objetivo maior de conseguir a sua apoteose no sambódromo da Marquês de Sapucaí.

 

No ano de 2016 estreou no carnaval do Rio de janeiro, pelo grupo de acesso C (atual série bronze), considerado a 4ª divisão dos desfiles cariocas, no palco Carnaval do Povo, na Estrada Intendente Magalhães, já conquistando um honroso 4º lugar, efetivando a permanência no grupo até o carnaval de 2018, onde foi sagrada campeã campeões tendo, então, o direito de migrar ao grupo B (atual Série Prata), último degrau ao sonhado acesso à Sapucaí.

 

Em 2023, após grandes apresentações nos anos anteriores, conquistou o vice-campeonato geral da Série Prata, conseguindo o direito a desfilar na Série Ouro do Carnaval 2024, na Marquês de Sapucaí. Ao todo, 32 escolas de samba lutavam por três vagas e a União de Maricá foi campeã com 269,9 pontos; a Sereno de Campo Grande também com 269,9 pontos; e a União do Parque Acari foi a terceira escola campeã ao garantir média entre as segundas colocadas nos desfiles com 269,7 pontos.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress