20.9 C
São Gonçalo
sábado, junho 22, 2024

Um ano após sua morte, ex-companheira do ex-jogador Altair fala com exclusividade sobre o campeão mundial de 62

Neste domingo (09) de Dia dos Pais, faz um ano que o niteroiense Altair Gomes Figueiredo, campeão mundial pela seleção brasileira na Copa do Mundo do Chile, em 1962, morreu.

Quarto jogador com mais partidas pelo Fluminense (551 ao total), o melhor marcador de Garrincha conquistou três títulos estaduais (1969, 1964 e 1969) e dois Torneios Rio-São Paulo (1957 e 1960).

O Lado de Cá encontrou no Porto da Pedra, em São Gonçalo, Eluana Galvão, ex-companheira e cuidadora de idosos e que cuidou do ídolo tricolor por dez anos.

“Até hoje penso nele, sabe? Fiquei cuidando dele por muitos anos, desde a morte de Dona Erenice, sua esposa, em 2009. Seu Altair era um homem muito bom”, recorda.

E completa:

” O Alzheimer é uma doença muito triste. Ele não merecia ter sido vítima dela”, disse enquanto ia olhando uma foto e outra do ex-ídolo do Fluminense.

Altair vira Centro Esportivo em São Gonçalo

Na manhã do último dia 25 de julho, a Prefeitura de São Gonçalo, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e a Subsecretaria de Usina inauguraram o Centro Esportivo Alcântara, que levou o nome Altair Gomes de Figueiredo.

“Fico muito feliz com a construção desse circuito esportivo Altair Gomes, que irá unir a saúde e o lazer em um só lugar, beneficiando os moradores do Alcântara e do Jardim Catarina. Agradeço a Prefeitura Municipal de São Gonçalo e ao prefeito José Luiz Nanci por essa grande iniciativa”, disse o vereador Alexandre Gomes (Partido Verde), autor do projeto.

O Centro Esportivo Altair Gomes de Figueiredo fica entre a Rua Elvis Presley e a Rodovia RJ 104, próximo a entrada do Jardim Catarina.

Matérias Relacionadas

No Content Available
plugins premium WordPress