19.9 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

Tabu quebrado: Suécia promove Campeonato Mundial de Sexo, desafiando convenções esportivas e sociais

Foto: Shutterstock

Em uma reviravolta surpreendente, o sexo acaba de se tornar oficialmente uma modalidade esportiva na Suécia, de acordo com o jornal espanhol El Mundo. O país escandinavo está prestes a sediar o primeiro Campeonato Mundial de Sexo, marcando um marco inusitado na história esportiva.

Sob a liderança do presidente da Federação Sueca de Sexo, Dragan Bratych, a competição foi concebida com a visão de que o sexo requer treinamento e habilidades para alcançar objetivos específicos. O evento, que começará em 8 de junho, será realizado em Gotemburgo, a segunda maior cidade da Suécia.

O Campeonato Mundial de Sexo contará com a participação de 20 representantes de diversos países europeus. Durante um período de seis semanas, os competidores enfrentarão avaliações em 16 “atividades” diferentes, sendo pontuados por um corpo de jurados que concederá notas de 5 a 10. Além disso, haverá também uma votação popular para determinar o desempenho dos participantes.

Curiosamente, os especialistas no “Kamasutra”, o famoso livro que descreve diversas posições sexuais, terão a oportunidade de acumular pontos extras para seus respectivos países. Entre as nações presentes no campeonato estão Croácia, Espanha, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Grécia, Itália, Romênia, Rússia e Ucrânia.

Embora a iniciativa sueca seja inovadora e provocativa, é esperado que a decisão de oficializar o sexo como uma modalidade esportiva desperte debates sobre questões morais e éticas. No entanto, os organizadores veem a competição como uma oportunidade de promover uma discussão aberta e progressista sobre a sexualidade e seu papel na sociedade atual.

Enquanto o mundo aguarda com curiosidade o desenrolar do primeiro Campeonato Mundial de Sexo, a Suécia se torna o centro das atenções como pioneira nessa audaciosa incursão esportiva.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress