23.9 C
São Gonçalo
sábado, maio 25, 2024

Sampaoli avalia jogo ‘caótico’ do Flamengo e aponta: ‘Poderíamos ter perdido tranquilamente’

Sampaoli após empate contra o América-MG (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

O Flamengo não conseguiu sair do empate em 1 a 1 com o América-MG, neste sábado (22), no Maracanã, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao final da partida, o técnico Jorge Sampaoli avaliou a atuação rubro-negra como ‘caótica’ e garantiu que a dificuldade é coletiva.

– Acho que o jogo foi bastante caótico, principalmente no segundo tempo. O time acelerou muito nas jogadas, não entendeu os tempos de ataque contra o rival que marcava individualmente. Creio que nesse tipo de partida não se sente cômodo – disse, antes de completar:

– A dificuldade é coletiva. E quando é coletiva, tem que ver com a condução. Temos que ter paciência para trabalhar a bola em campo, trocar muitos passes no campo rival e saber atacar no momento certo. O rival percebeu essa forma de ataque contínuo. Sabia que em algum momento poderia ganhar. Acabamos empatando na última jogada, mas poderíamos ter perdido o jogo tranquilamente – garantiu.

VEJA OUTRAS RESPOSTAS:

Ainda sobre o jogo:

– Teremos que conscientizar o time que tem que defender. A característica do time é jogar e ficar mais tempo com a bola. Quando estiver no campo rival, o time tem que ficar entre 27 e 28 metros para não sofrer transições. Hoje, quando não prevaleceu o primeiro ataque, a equipe estava muito distante. Tivemos algumas situações para ganhar o jogo. Mas a realidade é que o time não compreendeu o jogo.

– O time do América-MG é muito rápido, e o Flamengo estava muito longe. O time rival conseguiu encontrar espaços na transição. A equipe sofreu basicamente no segundo tempo, também pela necessidade de superação. Perdemos a forma. Virou um jogo extremamente qualitativo. Poderíamos ter ganhado, mas também perdido. O time tem que encontrar uma forma de jogar. Não pode acelerar o tempo todo. Porque senão vamos jogar um jogo de ida e volta. E o América-MG estava mais preparado para isso.

Semana livre:

– Temos que analisar tudo. Mas quando temos uma semana cheia para treinar, aproveitamos o tempo para consolidar alguma carência do time. Hoje foi um jogo que, mentalmente, acreditávamos que ganharíamos, mas com passar do tempo fomos neutralizados e também não aproveitamos as chances claras que tivemos. Isso provocou ansiedade e desespero. Não sei se é por causa de uma semana longa de treinos ou é porque não chegamos mentalmente tão preparados para o jogo. A equipe não soube superar a marcação do adversário, isso criou imprecisão.

Pedro no banco:

– O Pedro está bem, foi opção minha. O time jogou com muita gente na frente. Coloquei os jogadores que entendi que estavam melhores para o jogo. Conto com ele para a sequência.

Saída de bola:

– Estamos tendo alguns inconvenientes. Em alguns momentos a equipe sai bem, mas em alguns momentos a equipe não está entendendo a melhor maneira de sair jogando. Normalmente os rivais pressionam mais a saída de bola e criam dificuldades. O campo do Maracanã também não ajuda muito para jogar. Mas temos que seguir tentando para que o time tenha controle do jogo.

Pulgar:

A respeito do Pulgar, sinceramente ainda não sei quando ele vai voltar. Lamento. É um jogador que vinha nos ajudando muito e não está à disposição agora.

Vidal:

Não comento sobre o que falam os outros. Sinceramente tomo as minhas decisões e me preocupo muito para fazer com que o meu time jogue melhor. E se o Arturo falar, minha maneira de pensar sobre Arturo não vai mudar nunca. Nunca comento sobre o que os outros falam. Faz parte do futebol tomar decisões.

Fonte: Lance! 

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress