19.8 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

Polícia já tem dois suspeitos de assassinato de militar encontrado carbonizado no Pacheco

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí (DHNSGI) já tem dois suspeitos do assassinato do soldado do Exército Brasileiro, Daniel Ferreira de Azevedo, que foi encontrado carbonizado dentro de um Chevrolet Corsa Classic na última segunda-feira (13) e do possível assassinato do soldado Victor Hugo Xavier. Os dois eram lotados no 21º Grupo de Artilharia em Campanha e na Fortaleza de Santa Cruz da Barra, no bairro Jurujuba, em Niterói.

De acordo com informações de uma fonte ouvida por Lado de Cá, os policiais vêm reunindo provas e confrontando informações adquiridas no decorrer das investigações para conseguir um mandado de prisão dos dois suspeitos, que ainda não podem ter seus nomes divulgados.

Ainda segundo informações confirmadas por Lado de Cá, a polícia trabalha com um prazo inicial de 30 dias para saber o resultado do exame de DNA do segundo corpo encontrado no carro carbonizado no bairro do Pacheco na última segunda-feira (13). O resultado depende da colheita do material dos familiares do soldado Victor Hugo Xavier.

Relembre o caso

No noite do último domingo, os jovens soldados do Exército Victor Hugo Xavier e Daniel Ferreira de Azevedo, foram a um bar do Raul Veiga, após assistirem o jogo entre Flamengo e Fluminense em outro bar, no Mutondo. Os dois teriam saído do local junto com duas mulheres, seguindo de carro para levá-las em casa, numa comunidade próxima.

Os jovens desapareceram e, na manhã seguinte, dois corpos foram encontrados carbonizados na rua Francisco José, no bairro do Pacheco, em São Gonçalo. Um dos corpos foi identificado como o de Daniel e a polícia aguarda exame de DNA para saber se o outro corpo é o de Victor Hugo.

Os policiais da DHNSGI investigam a possibilidade de que os dois tenham sido capturados e executados por traficantes locais.

 

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress