20.9 C
São Gonçalo
sábado, junho 22, 2024

Polícia caça ‘Grisalho’ e ‘Coronel’ após morte de sargento da PM

O sargento da Polícia Militar Cirio Damasceno Santos, de 51 anos, foi morto após um ataque de criminosos na Avenida Brasil, em Deodoro, Zona Oeste do Rio, na manhã desta segunda-feira (12/10). Entre os suspeitos de envolvimento no crime está um velho conhecido da polícia em São Gonçalo: Carlos Eduardo Barros de Oliveira, o Grisalho. Ele já foi um dos líderes do tráfico no Complexo do Anaia, em São Gonçalo, mas pulou de facção e se abrigou na Favela do Muquiço, em Guadalupe, onde se tornou braço-direito de Bruno da Silva Loureiro, o Coronel, chefe do tráfico na comunidade. Policiais do 14ºBPM (Bangu) estão fazendo uma operação neste momento para tentar capturar os assassinos do PM. Na ação, dois homens foram baleados em confronto.

Lotado no 14ºBPM, o PM havia acabado de assumir o serviço quando iniciou uma perseguição a um veículo suspeito na Avenida Brasil. A equipe tentou interceptar o carro, mas os ocupantes efetuaram diversos disparos na direção dos agentes. Na ação, a viatura também capotou na via. Os criminosos conseguiram fugir para o interior da Favela do Muquiço.

O sargento Círio chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, mas não resistiu. Ele estava há 20 anos na corporação. Além dele, um militar da Marinha, que passava pelo local no momento do tiroteio, foi atingido por uma bala perdida.

 

Matérias Relacionadas

No Content Available
plugins premium WordPress