19.8 C
São Gonçalo
domingo, maio 26, 2024

O LADO DOCE DA VIDA! Biscoitos ajudam jovem a vencer o câncer e a se tornar empreendedora de sucesso

A engenheira de produção Karolina Chagas dos Santos não havia completado 29 anos de idade quando recebeu umas das piores notícias da sua vida: ouvia da boca da própria Dra. Maria Rita Ribeiro, no Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), que estava com câncer.

Naquele 19 de abril de 2018, fechou os olhos, respirou fundo, tomou o medo para si e, abraçada a ele após o diagnóstico, seguiu para o Espaço Baby, em Piratininga, para buscar a filha Laura, então com 1 ano à época, que comemorava o seu primeiro Dia do Índio.

“Aquele dia foi difícil, pois era a primeira vez que a Laura comemorava o Dia do Índio. Ela estava linda e feliz de indiazinha. E eu arrasada, com uma flecha atravessada no coração”, recorda.

No entanto, a partir dali surgiu o desejo de vencer a doença e a oportunidade de mudar os rumos da sua história.

Diagnosticada com Linfoma não Hodgkin – câncer raro que se origina no sistema linfático – foi necessário raspar os cabelos. Neste vídeo, é possível ver o choro no início do tratamento que fez com que a médica recomendasse antidepressivos para inibir certas funções do sistema nervoso central.

“Era muita ansiedade, ansiedade e ansiedade, mas eu relutava em usar essa medicação e, graças a Deus, comecei a fazer receitas de biscoitos, e sei que entraram na minha história para salvar a minha vida”, conta emocionada.

No entanto, no tratamento, realizado a cada vinte e um dias por seis ciclos, foi difícil superar a perda de IMC (Índice de Massa Corpórea) – chegou a perder catorze quilos -, a distância da filha Laura, e os erros e acertos na produção dos biscoitos.

Transplantada em março do ano passado com medula autóloga (aquela em que as próprias células-tronco hematopoiéticas do paciente são removidas antes da quimioterapia, e, então, armazenadas e infundidas em si próprio), ficou isolada por três meses e teve alta em 1°de abril, quando no dia da mentira, estava curada de verdade.

“Eu venci o câncer e estou realizando um sonho com essa mudança de vida, já que estou trabalhando muito produzindo meus biscoitos, porém, tenho tempo integral para acompanhar o desenvolvimento da minha filha, que é o mais importante disso tudo”, revela substituindo as lágrimas por um sorriso.

Atualmente, o Laka – junção do La do nome da filha Laura e Ka de Karolina, a proprietária – vende 1.200 potes de biscoitos e 350 de alfajores (os famosos recheados) por mês e está se mudando para Av. Central, onde está sendo construído a nova fábrica.

Serviço

Sabores: Doce de leite, brigadeiro, goiabada sem recheio e
alfajor (os famosos recheados).

End: Rua Dr. Waldir Costa, 1 – Piratininga, Niterói.
Dias: Domingo a domingo.
Horário: 9h às 19h.
Telefone: 990876054 (whatsapp)
Instagram: @lakagourmet

Delivery todos os dias em toda Niterói e entrega programada para o Rio de Janeiro e São Gonçalo.

Venda pelo Ifood e eventos em geral.

[foogallery id=”20805″]

 

 

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress