23.9 C
São Gonçalo
sábado, maio 25, 2024

No Dia do Estudante, dona Marizete, de 88 anos, dá exemplo em São Gonçalo

Foto: Divulgação

Não existe idade certa para realizar um sonho. Maria José Nascimento Santos, de 88 anos, é prova disso. Atualmente, ela é aluna do sexto ano da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Municipal Almirante Alfredo Carlos Soares Dutra, em Alcântara, e, mesmo com dores no joelho, é assídua nas aulas. A aluna de primeira carteira é a pessoa com idade mais avançada a frequentar uma escola municipal em São Gonçalo e não quer parar por aí, pretende se formar e, quem sabe, fazer faculdade de Gastronomia.

Com a morte do marido, ela entendeu que precisava se alfabetizar para se sentir completamente independente em sua vida e, assim, se matriculou na escola. Com paixão por matemática, ela tem orgulho de vestir o uniforme e entrar em sala de aula. Ao ser questionada sobre ainda estar na escola nesta idade, ela é categórica: ninguém deveria ter vergonha de aprender.

“Quando você não sabe, você tem que procurar aprender. Eu tinha o meu marido, que fazia tudo por mim e eu nunca me preocupei, depois que eu perdi, eu senti falta, ai que eu comecei a estudar. Foi uma mudança muito grande para mim, já sei ler e já sei somar minhas contas. Para aprender uma coisa boa e ir para frente, não tem idade. Eu tenho orgulho de mim mesma, eu tiro o chapéu para mim”, disse a estudante.

A comunidade escolar abraçou Maria José, que é carinhosamente chamada de Marizete pelos colegas e professores. A orientadora educacional da escola, Mila Ferreira, entende que os profissionais atuantes na EJA precisam ter uma escuta atenta aos objetivos destes estudantes.

“Os mais maduros vão em busca de seus sonhos, pois na maioria dos casos tiveram a infância e adolescência com muitas lutas, e, inclusive, a falta do acesso à educação. Com os mais novos, existe a ausência da estrutura social, casos de repetência e evasão escolar. O que eles têm em comum é acreditar no poder da escola de dar oportunidade e conhecimento. Estudantes como a Maria José reforçam a nossa esperança diária! Embora existam dificuldades, estamos de pé e indo atrás dos objetivos”, contou a orientadora educacional.

Na rede municipal de São Gonçalo, existem 19 escolas que atendem à EJA. As inscrições estão abertas enquanto durarem as vagas:

Colégio Municipal Presidente Castello Branco  – Boaçú

Colégio Municipal Ernani Faria – Neves

Colégio Municipal Estephânia de Carvalho – Laranjal

Escola Municipal Almirante Alfredo Carlos Soares Dutra – Alcântara

Colégio Municipal Amaral Peixoto – Lindo Parque

Escola Municipal Irene Barbosa Ornellas – Jardim Catarina

Escola Municipal José Manna Júnior – Nova Cidade

Escola Municipal Leonor Corrêa – Trindade

Escola Municipal Luiz Gonzaga- Antonina

Escola Municipal Prefeito Nicanor Ferreira Nunes – Jardim Catarina

Escola Municipal Aurelina Dias Cavalcanti – Amendoeira

Escola Municipal Maria Eulália Conceição de Oliveira Maciel – Raul Veiga

Escola Municipal Visconde de Sepetiba – Nova Cidade

Escola Estadual Municipalizada Marlene Salgado de Oliveira – Gaxindiba

Escola Municipal Mario Quintana – Engenho Pequeno

Escola Municipal Anísio Spínola Teixeira – Santa Luzia

Escola Municipal João Cabral de Mello Netto – Vista Alegre

Escola Municipal Célia Pereira da Rosa – Santa Izabel

Escola Municipal Pastor Haroldo Gomes – Itaúna

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress