25.9 C
São Gonçalo
quinta-feira, abril 18, 2024

Niterói promove roda de conversa sobre os 16 anos da Lei Maria da Penha

Leia Mais

Como parte das celebrações do Agosto Lilás, mês escolhido para representar a conscientização e o combate pelo fim da violência contra a mulher, a Prefeitura de Niterói organiza um evento nesta quinta-feira (25-08), às 18h, no Theatro Municipal.

Mulheres que atuam no enfrentamento a violência de gênero vão se reunir em uma roda de conversa para debater sobre os avanços da Lei Maria da Penha e também os desafios que ainda se apresentam, com foco nas políticas públicas e rede de proteção.

A atividade terá uma intérprete de libras e contará com emissão de certificado de participação pela Universidade Federal Fluminense. Para ter acesso à certificação, basta fazer a inscrição, que é gratuita, pelo site www.extensao.uff.br/inscricao

O evento é uma realização da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres da Prefeitura de Niterói (Codim) e do Programa Mulherio da Universidade Federal Fluminense/ PROEX, e conta com a parceira do Theatro Municipal de Niterói.

Os participantes poderão apreciar uma apresentação artística da poeta Valeska Torres. Ela interpretará poesias de sua autoria. Também será possível visitar a exposição de arteterapia “Varal das Emoções”, um painel elaborado pelas assistidas pelo Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos (CEAM).

O ponto central será a roda de conversa sobre os 16 anos da Lei Maria da Penha e os desafios atuais para o combate à violência contra a mulher. Participarão do debate a secretária de Políticas e Direitos das Mulheres de Niterói, Fernanda Sixel; a professora de Psicologia da UFF e coordenadora do Programa Mulherio, Paula Land; a juíza da 2ª Vara Criminal do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Itaboraí e membra da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (COEM), Juliana Cardoso e a advogada e militante pelos direitos das mulheres,  a advogada, membro do Comitê de Especialista (CEVI) do Mecanismo de Seguimento da Convenção para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra as Mulheres (MESECVI) da Organização dos Estados Omericanos (OEA) e membra do Consórcio Feminista Lei Maria da Penha, Leila Barsted Linhares.

“A violência contra a mulher é uma questão que precisa ter visibilidade. Não é um problema a ser mantido entre quatro paredes. É preciso estabelecer políticas públicas de apoio e empoderamento às mulheres em situação de violência. Temos feito um trabalho incessante para reforçar a rede de apoio que essas vítimas precisam para romper o círculo da violência”, disse Fernanda Sixel.

“A Lei Maria da Penha foi criada não somente para punir com mais rigor os autores de violência de gênero contra as mulheres, que acontecem no âmbito das relações afetivas, doméstica e familiar, mas especialmente para proteger as mulheres que se encontram em situações de violências, tendo em vista o modo como essas são naturalizadas e banalizadas na sociedade brasileira”, ressaltou Paula Land.

O Theatro Municipal de Niterói fica na Rua Quinze de Novembro, 35, Centro.

Notícias Relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

plugins premium WordPress