21.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Julho Neon: dentistas também tem papel fundamental no cuidado de pacientes internados

Fotos: Divulgação

Equipes de odontologia que atuam em hospitais da rede pública estadual aderiram à campanha Julho Neon, mês dedicado à conscientização sobre a importância da saúde bucal. Formadas por cirurgiões-dentistas e bucomaxilofacial, os profissionais intensificaram a promoção de palestras sobre a importância de escovar os dentes, usar fio dental e realizar consultas periódicas ao dentista. Paralelamente, um balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde mostra que mais de 60 mil procedimentos foram realizados pelas equipes de odontologia em pacientes internados em cinco unidades da rede pública estadual de saúde.

Estudos alertam que a boca é a principal porta de entrada de muitas infecções respiratórias em pacientes internados tanto nos Centros de Tratamento Intensivo (CTIs), como nas clínicas médicas. Apesar dos desafios e riscos enfrentados, a rotina de cuidados é diária. Os pacientes que estão em estado grave nos CTIs passam por higienização bucal frequente, com o tratamento tradicional de limpeza e higienização com gaze e antissépticos. Além disso, os profissionais também utilizam a laserterapia para eliminar infecções mais severas na boca de pacientes que passam pelo processo de intubação. Já os doentes menos graves, recebem devidamente a assistência em casos emergenciais.

“Nosso trabalho, junto com toda a equipe multiprofissional, é olhar o paciente como um todo e ajudar no controle de infecções ao aplicar um conjunto de práticas para o bem-estar e a qualidade de vida do paciente”, explica William Chaia, coordenador de Odontologia dos hospitais estaduais Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo, e João Batista Càffaro, em Itaboraí.

De acordo com um balanço da SES-RJ, as equipes de saúde bucal do Heat e Càffaro realizaram, no primeiro semestre deste ano, 23.917 procedimentos, dentre os quais, cirurgias bucomaxilofaciais. E os hospitais estaduais Roberto Chabo, em Araruama, Zilda Arns, em Volta Redonda, e Ricardo Cruz, em Nova Iguaçu, que também contam com equipes de odontologia intensiva, promoveram juntos, de janeiro a junho de 2023, o tratamento de cáries profundas, gengivas inflamadas, restos de dentes e abscessos em 36.830 pacientes, principalmente naqueles internados em CTIs.

Pacientes e familiares enaltecem os procedimentos realizados pelos profissionais de odontologia. “Sinceramente, não esperava que o hospital tivesse dentista no CTI. Todos os dias eles fazem a nossa higiene bucal e explicam a importância do tratamento. Fiquei impressionado. Um serviço que deveria existir em todos os hospitais e que ajuda a salvar vidas”, disse Jonatan Ribeiro, de 36 anos, vítima de acidente de moto e internado no CTI do Heat.

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) e a Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) garantem que a falta de higiene bucal pode potencializar os efeitos de uma determinada doença, como a Covid-19, no organismo, uma vez que é grande a replicação do vírus em glândulas salivares, língua e saliva.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress