24.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Itaboraí: Aulão de atividade física marca Semana de Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa

Foto: Divulgação

Abrindo a Semana Municipal de Prevenção contra a Violência à Pessoa Idosa, a Prefeitura de Itaboraí, por meio das secretarias municipais de Saúde (SEMSA) e de Esporte e Lazer (SEMEL), promoveram uma ação que reuniu idosos na Praça Itamar da Silva Júnior, no Centro, para um aulão de atividade física, nesta terça-feira (06/06). O evento faz alusão ao Junho Violeta, campanha que reforça a conscientização sobre o tema.

No município, a segunda semana do mês de junho passou a integrar o calendário da cidade, após a sanção do prefeito Marcelo Delaroli, Lei nº 2.947, de 25 de fevereiro de 2022, que instituiu a semana. O secretário municipal de Saúde, Hédio Mataruna, destacou a valorização dada aos idosos do município e, ainda falou sobre as ações do Junho Violeta na cidade.

“O importante é perceber a valorização que o governo Marcelo Delaroli tem dado aos idosos, que por muito tempo foram esquecidos. A gente está entrando no Junho Violeta e vamos chegar neste mês, com conscientização sobre a violência aos idosos, vamos divulgar canais de comunicação e de denúncia. Idoso em Itaboraí é respeitado, bem tratado, além de poder contar com conforto, dignidade e saúde”, disse Hédio Mataruna, secretário municipal de Saúde.

Vale destacar que a semana tem como principal objetivo conscientizar e sensibilizar a sociedade para a questão do envelhecimento saudável, dando ênfase a necessidade de proteção e cuidados com a população idosa. Para isso, o município conta com um trabalho de empoderamento dessas pessoas, por meio do Programa Saúde do Idoso, que atua como uma linha de cuidado, tanto na promoção da saúde, quanto no tratamento e chega a atender cerca de mil idosos por ano no município.

A coordenadora do Programa Saúde do Idoso, Maria Aparecida Coelho, falou sobre a importância deste serviço no município.

“É necessário conscientizar as pessoas sobre a importância de proteger os idosos. Temos feito um trabalho de mobilização para que, enquanto cidadãos, sejamos multiplicadores. A gente precisa que cada idoso tenha um olhar atento, porque a violência pode acontecer dentro da casa dele e estamos aqui para dar voz a eles. Nosso objetivo é empoderar esse idoso, para que ele saiba que existe uma lei federal que o protege, além de dentro do município termos equipamentos de defesa e proteção”, afirmou Maria Aparecida.

A programação contou com diversas atividades, como aferição de pressão arterial e glicemia, aquecimento, capoterapia e outros. Os idosos que fazem parte do Projeto Transformar na 3ª Idade, que é gerido pela SEMEL, também compareceram e vieram de várias partes do município, como os bairros de Vila Brasil, Pachecos, Picos, Manilha, Venda das Pedras, entre outros.

Uma das participantes foi a aposentada Zeny Antunes, de 76 anos, frequentadora assídua dos aulões do projeto na Praça de Venda das Pedras. “Já faço parte do projeto há muito tempo, o médico me orientou a fazer alongamentos e essas atividades fazem muito bem para a minha saúde. Me exercito no projeto duas vezes na semana e as vezes até em casa”, contou a moradora do bairro Quissamã.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress