24.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Influenza: população movimenta postos de Niterói para vacinação

Foto: Divulgação / Prefeitura de Niterói

Em Niterói, o primeiro dia de vacinação contra a influenza liberado para a população em geral acima dos 6 meses de idade movimentou os postos de saúde. A Prefeitura ampliou o público-alvo para a vacina. Na Policlínica Sérgio Arouca, no Vital Brazil, houve grande procura até perto das 16h. Só nesta segunda-feira (8), a unidade aplicou quase mil doses. A vacinação está sendo realizada em 37 unidades de saúde da cidade, das 8h às 17h, com entrada nos postos até às 16h30.

A secretária municipal de Saúde, Anamaria Schneider, destaca a importância da vacinação contra a gripe.

“Sabemos que nessa época do ano é natural que haja um aumento na manifestação das doenças respiratórias. Uma das medidas importantes nesse período é a imunização contra a influenza. A vacina evita complicações que levam a internações e mortes. Aqui em Niterói, estamos intensificando a campanha, orientando que as pessoas procurem os postos de saúde o quanto antes para receber a dose”, pontuou a secretária.

Isabel Pereira, de 56 anos, tomou a vacina nesta segunda e falou sobre a importância de estar protegida.

“Hoje o clima está uma bagunça só. Faz frio quando não é para fazer e vice-versa. E com isso, a gente vê tanta doença surgindo. É importante que tomemos as vacinas, que temos disponíveis gratuitamente, elas nos ajudam a nos proteger melhor”, conta Isabel.

Já Itamara Ernesto, de 32 anos, levou a família inteira – o marido e os dois filhos –  para tomar o imunizante nesta segunda-feira (8).

“Para mim, a vacinação é muito importante! Desde sempre eu mantive a minha caderneta e a dos meus filhos super atualizada”, se orgulha Itamara.

Sobre a doença – A Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura uma semana e com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por aerossóis produzidos por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar. Existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. A influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. A influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.

Vacina bivalente – Muita gente aproveitou a ida aos postos nesta segunda-feira (8) para se vacinar também com dose bivalente da Pfizer contra a covid-19. Catia Ribeiro, de 50 anos, foi uma das que tomou os dois imunizantes.

“A vacina é a cura e as pessoas que ainda não acreditam nisso são loucas. A gente viu que a pandemia acabou em função da vacinação em massa. Então, hoje estou aqui e vou tomar as duas vacinas: a da Covid e a da gripe!”, conta Cátia.

A vacina está sendo aplicada em qualquer pessoa maior de 18 anos. Para tomar a vacina, é preciso ter, pelo menos, duas doses anteriores contra Covid-19. Também é preciso respeitar o intervalo mínimo de quatro meses de intervalo entre uma dose e outra. Para receber a vacina é necessário apresentar carteira de identidade e comprovante das doses anteriores.

A dose bivalente também está sendo aplicada em pessoas gestantes e puérperas, a partir de 12 anos; imunossuprimidos com 12 anos ou mais; pessoas que vivem em Instituição de Longa Permanência (ILPI e RI) e seus trabalhadores; indígenas, ribeirinhos e quilombolas, a partir de 12 anos. No caso de menores de idade, além da documentação, é necessário que o responsável legal esteja presente.

Locais da vacinação:

Policlínica Sérgio Arouca – Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil.

Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva – Avenida Jansen de Melo, s/nº – São Lourenço.

Policlínica Regional de Itaipu – Est. Engenho do Mato s/nº – Itaipu.

Policlínica Regional de Piratininga Dom Luís Orione – Rua Dr. Marcolino Gomes Candau, 111– Piratininga.

Policlínica Regional do Fonseca Dr Guilherme Taylor March – Rua Desembargador Lima Castro, 238 – Fonseca.

Policlínica Regional do Largo da Batalha – Rua Ver. Armando Ferreira, 30 – Largo da Batalha.

Policlínica Regional da Engenhoca – Avenida João Brasil, s/nº, Engenhoca.

Policlínica Regional do Barreto Dr. João da Silva Vizella – Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto.

Unidades Básicas da Engenhoca, Morro do Estado e Santa Bárbara.

Novo Ponto em Jurujuba – Av. Carlos Ermelindo Marins s/nº – Jurujuba (em frente ao Colégio Estadual Fernando Magalhães).

Unidades do Programa Médico de Família da Grota I, Grota II, Ilha da Conceição, Ititioca, Teixeira de Freitas, Jurujuba, Várzea das Moças, Alarico, Atalaia, Cafubá III, Cantagalo, Caramujo, Coronel Leôncio, Jonathas Botelho, Maceió, Marítimos, Martins Torres, Maruí, Matapaca, Preventório II, Sapê, Souza Soares, Viçoso Jardim, Viradouro, Vital Brazil, Zilda Arns.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress