19.9 C
São Gonçalo
sábado, abril 20, 2024

Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior retoma cirurgias ortopédicas após 10 anos

Leia Mais

O Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), retomou a realização de cirurgias ortopédicas de baixa e média complexidades após 10 anos. Anteriormente, os pacientes que precisavam dos procedimentos eram atendidos no hospital, estabilizados e, em seguida, transferidos para unidades de Saúde referências em trauma.

A retomada das cirurgias ortopédicas foi feita, na última sexta-feira (26/01), com a realização de uma osteossíntese de calcâneo em uma paciente com fratura de calcâneo oriunda de queda de altura. Com a volta, o usuário terá acesso ao atendimento emergencial na própria unidade, fazendo o procedimento complementar no HMDLJ, agilizando assim a recuperação. Em seguida, o paciente será encaminhado para reabilitação e atendimento ambulatorial.

O secretário municipal de Saúde, Hédio Mataruna, destaca a importância da retomada das cirurgias ortopédicas no Leal Júnior.

“Estamos retomando a realização de cirurgias ortopédicas de baixa e média complexidade no Hospital Leal Júnior. Estamos trabalhando diariamente para transformar a Saúde de Itaboraí referência em atendimento para nossa população”, afirmou Hédio Mataruna.

De acordo com a unidade, o fluxo estabelecido é o seguinte: o usuário é atendido no setor de Emergência, onde é realizado o atendimento inicial do paciente, definindo assim as necessidades assistenciais do usuário. Caso o médico defina a necessidade de cirurgia, o procedimento é feito imediatamente dentro do centro cirúrgico.

Os casos de Alta Complexidade continuarão sendo referenciados para unidades especializadas em trauma. O coordenador do setor de Ortopedia do Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior, Cassio Cockrane, afirma que a retomada dos procedimentos visa acelerar a recuperação dos pacientes.

“Vamos atuar em uma crescente conforme a demanda dos pacientes. O nosso objetivo em um primeiro momento é solucionar os casos de Baixa e Média Complexidade dos traumas ortopédicos da região. Além disso, com a chegada do intensificador de imagens e dos fixadores externos para emergência ortopédica, também iremos atuar no controle de danos das fraturas com grandes deformidades ou exposição óssea, diminuindo assim a morbimortalidade dos casos mais complexos, dando assim mais celeridade ao atendimento inicial dos pacientes com traumas graves da região”, disse o coordenador.

Notícias Relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

plugins premium WordPress