24.9 C
São Gonçalo
terça-feira, abril 23, 2024

Flordelis quebrou o celular do pastor e jogou da Ponte Rio-Niterói, diz filho

Leia Mais

Mesmo após se comprometer a entregar o celular do pastor Anderson do Carmo à polícia, a deputada Flordelis nunca o fez. Até hoje, o telefone da vítima não foi localizado por agentes da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG).

 

O celular de Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis e réu pela morte do pastor, também nunca apareceu.

Os depoimentos dos filhos da pastora se contradizem desde então. Segundo Wagner Andrade Pimenta, o pastor e vereador de São Gonçalo conhecido como Misael, durante uma reunião no quarto da mãe, ela teria escrito em um caderno as frases: “Nós quebramos o celular do Niel e jogamos na Ponte Rio-Niterói”. Niel era o apelido de Anderson entre família.

 

O depoimento à polícia no qual Flordelis afirmou não ter conhecimento do paradeiro do celular do marido foi dado no mesmo dia em que Misael foi ouvido pelos investigadores. No relato, Misael afirma também que o caderno passou pelas mãos de sua esposa, Luana, e de Daniel dos Santos, seu irmão.

 

No mesmo depoimento, Misael disse ainda acreditar que a mãe foi a “mentora intelectual” da morte do pastor.

 

Flordelis nega todas as acusações.

Notícias Relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

plugins premium WordPress