24.9 C
São Gonçalo
domingo, junho 16, 2024

Filho adotivo afirma em depoimento que Flordelis oferecia filhas para ter relações sexuais com pastores estrangeiros

Um filho adotivo de Flordelis, acusada de mandar matar o marido, afirmou em depoimento que a deputada visitava seu quarto para fazer sexo com ele. Disse ainda que ela oferecia filhas adotivas para transar com pastores estrangeiros que visitavam a casa no Rio Comprido, no Rio. O ato seria uma “forma de recepção”. O homem saiu da casa no ano 2000, após se casar. As informações foram relevadas pelo Jornal das Dez, da GloboNews, na última quarta-feira (26).

No depoimento à polícia, o filho adotivo contou que os religiosos eram negros e falavam em francês. Eles teriam ido visitar o Ministério e ficaram hospedados na casa da parlamentar, que ofereceu as meninas como uma “forma de recepção”, nas palavras do filho.

De acordo com o depoimento, o filho adotivo conta que além de oferecer as mulheres como favores sexuais aos pastores estrangeiros, Flordelis mantinha relações com os filhos adotivos. A testemunha relatou que em seu primeiro dia morando na casa do bairro Rio Comprido, no Rio de Janeiro, ele recebeu uma visita da cantora gospel e os dois transaram.

O relacionamento continuou até ele conhecer a atual esposa, frequentadora do Ministério Flordelis.

Matérias Relacionadas

No Content Available
plugins premium WordPress