21.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Defesa Civil de Maricá realizou mais de 110 mil ações de prevenção a afogamentos

Foto: Fábio Suzart / Prefeitura de Maricá

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, realizou no primeiro semestre deste ano 110.739 ações de prevenção a afogamentos e 437 resgates nas praias e lagoas da cidade. Os locais com maior incidência de casos de salvamentos e ações preventivas foram o Recanto, em Itaipuaçu; a Rua 10, na Barra de Maricá e no Vilar da Praia, em Ponta Negra.

O Grupamento de Prevenção e Resgate conta atualmente com 129 guarda-vidas no suporte aos banhistas, comprometidos em evitar afogamentos e realizar salvamentos que forem necessários nos 46Km de orla da cidade, de Itaipuaçu a Jaconé. Os profissionais atuam diariamente nas praias, das 8h às 17h, exceto no verão e no fim de semana que o trabalho se estende até o pôr do sol. Há ainda o apoio de 12 agentes do Suporte Avançado que atuam no patrulhamento da faixa de areia, com apoio de duas viaturas. Todos os agentes são capacitados para realizar prevenção e salvamento em trechos que não são cobertos pelos postos de guarda-vidas.

Monitoramento e combate a incêndio

O Grupamento de Prevenção e Combate a Incêndio em Vegetação Rasteira atuou nos quatro distritos da cidade. Ao todo, os profissionais realizaram 1.222 rondas preventivas e 258 ocorrências no período, sendo a maior quantidade de registros em Jaconé, Jacaroá, Araçatiba, Inoã, Itaipuaçu e no Flamengo.

O Centro de Operações da Defesa Civil trabalhou no atendimento e na logística de 387 serviços diversos, além de 996 vistorias técnicas e 329 vistorias prévias referentes aos serviços de hidrologia, geologia e engenharia. Funcionando 24h, o centro operacional conta com analistas geotécnicos, analistas de sistema, engenheiros, hidrólogos e geólogos.

O serviço de meteorologia divulgou 155 boletins meteorológicos, 25 boletins complementares e 26 informes meteorológicos, além de 15.788 ações de monitoramento com auxílio de radar, imagem, satélite, detecção de raios e da Rede Integrada Nacional de Detecção de Descargas Atmosféricas (RINDAT).

Secretário de Proteção e Defesa Civil de Maricá, Fabrício Bittencourt falou sobre as ações do período e anunciou novidades para o próximo semestre.

“Ampliamos nossas frentes de trabalho em todos os setores. Implantamos e ampliamos os Núcleos de Proteção e Defesa Civil em vários bairros, acompanhando o trabalho com equipamentos, sirene e estações meteorológicas. O salvamento marítimo também aumentou e, por causa da quantidade de postos, conseguimos dar uma escala adequada para os servidores. Além disso, agora temos o Centro de Operações em Itaipuaçu e o Comar atuando em conjunto 24 horas. A Defesa Civil está de fato entrando forte em Itaipuaçu e aumentando os serviços em todas as frentes da instituição. Vamos ter agora o projeto Body Surf Salva na primavera e o Marola Certa que ensina técnicas de prevenção a afogamentos e acontecerá na cidade inteira”, explica Fabrício.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress