24.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Dados comprovam otimização da Saúde em São Gonçalo

Foto: Divulgação

Com esforço para oferecer mais exames e consultas para os gonçalenses, a Secretaria de Saúde e Defesa Civil da Prefeitura de São Gonçalo vem alcançando os seus objetivos nos últimos dois anos. Com a implantação de novos serviços, unidades de saúde de alta complexidade – como o Centro de Imagens e Especialidades de São Gonçalo (Ciesg) e o Hospital do Câncer e do Coração (HCCOR) – e contratação de médicos para as unidades especializadas, os números aumentaram expressivamente.

A Subsecretaria de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria é a responsável pelos agendamentos das consultas e exames. E, com mais ofertas para a população, a subsecretaria teve que ampliar o horário de trabalho de marcações de dois para três turnos ao dia, no último mês. Assim, os gonçalenses recebem as ligações das 8h às 20h.

Os números de procedimentos – cirurgias e exames – realizados este ano já ultrapassam os anos anteriores (2021 e 2022). São os exemplos das cirurgias dermatológicas, cirurgia geral, colonoscopia, ecocardiograma, eletroneuromiografia, endoscopia, holter, mapa, ressonância magnética e tomografia. A ultrassonografia passou de 49.764 em 2021 para 94.006 em 2002 e já está em 152.252 até início de agosto de 2023.

O mesmo acontece em relação às consultas da rede especializada. A maioria com mais consultas – até o início de agosto – em relação a todo o período dos anos de 2021 e 2022. Aquelas que ainda estão abaixo da quantidade ofertada chegarão ao fim do ano com a quantidade também maior. As consultas com cardiologista, por exemplo, foram 31.563 em 2021, 36.096 em 2022 e já são 62.636 em 2023 (até início de agosto). A expectativa é de que – até o fim deste ano – nenhum gonçalense espere mais de dois meses para consultas com especialistas.

Outra novidade está sendo estudada para acelerar ainda mais os agendamentos: o envio de SMS, otimizando o tempo dos operadores da Central de Regulação. “O SMS será enviado e terá que ser respondido para que a consulta seja agendada. Aqueles que não responderem a mensagem receberão a ligação. Atualmente, são feitas três ligações em dias e horários diferentes, o que tira muito tempo do operador”, disse a subsecretária de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria, Maraiza Coutinho.

As implantações do HCCOR, em dezembro do ano passado, e do Ciesg, em junho deste ano, foram as principais responsáveis pelos aumentos nas ofertas dos procedimentos. No entanto, toda a rede especializada também incluiu novos serviços e contratou mais profissionais para os atendimentos. Em março do ano passado, quatro clínicas particulares também foram contratadas para realizar exames que estavam com a demanda reprimida.

Agendamentos – Todas as consultas, exames e cirurgias para as unidades de saúde da rede pública de São Gonçalo são marcadas através da Central de Regulação. Para marcar, o gonçalense pode procurar qualquer unidade de saúde da rede municipal, independente se será atendido naquele local. As unidades inserem os pacientes no sistema da Central de Regulação, que vai entrar em contato – através do telefone – para avisar sobre a marcação do serviço, que será agendado em local que for mais próximo de sua residência.

É necessário que os pacientes mantenham um telefone que funcione e esteja atualizado no cadastro. O contato e endereço do morador também podem ser atualizados em qualquer unidade de saúde. Se houver alguma pendência no pedido, os funcionários das unidades de saúde avisam ao paciente para que regularize a situação. Com qualquer pendência, o paciente não é chamado.

“Os moradores devem manter seu cadastro atualizado, tanto o telefone quanto o endereço. Se possível, com mais de um número. Muitas vezes, ligamos e não conseguimos falar com as pessoas. Uma paciente estava com quatro telefones para contato e nenhum deles funcionava. Ela esteve na secretaria para reclamar que não era chamada e identificou que os telefones não eram mais dela. Em outras vezes, as pessoas atendem e dizem que não podem dar o recado. Isso prejudica o nosso trabalho e o atendimento das pessoas, que continuam na fila aguardando sem conseguir suas consultas e exames”, finalizou a subsecretária.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress