24.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Cultura de Maricá promove ‘Noite de Gala +Colorida no Cine Henfil’

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Cultura, promoveu na quinta-feira (22/06) o primeiro evento da programação especial do Dia do Orgulho LGBTQIAP+, que é comemorado em 28 de junho. Com tema ‘Noite de Gala +Colorida no Cine Henfil!’, a iniciativa teve a exibição do filme ‘A Glória e a Graça’ (2017), desfile, bate-papo e exposiçãoreunindo mais de cem pessoas no Centro. O evento, que foi aberto ao público e gratuito, integra a ‘Semana Cultural LGBTQIAP+ de Maricá’ com programação prevista até o dia 30 de junho.

“Precisamos ocupar espaços com nossa arte, valorizarmos nossa cultura e buscar sempre lugares de igualdade perante esta sociedade. Esse evento foi construído com o auxílio de cada um do Núcleo de Cultura + Colorida e com ele a cidade fica muito mais colorida”, disse o secretário de Cultura, Leandro Dasilva.

O diretor do filme ‘A Glória e a Graça’, Flávio Ramos Tambellini, comentou que Maricá está na vanguarda com as iniciativas e que está se tornando referência no audiovisual. “É importante fomentar iniciativas que sejam dedicadas à inclusão da população LGBTQIAP+ e que abordem essa temática. Maricá está na vanguarda dessas iniciativas, aqui temos cinema público, debate e um Núcleo de Cultura + Colorida. É um grande prazer poder rodar o meu filme em uma cidade que está se tornando referência no audiovisual, mostrando e dando visibilidade para essa comunidade”, disse.

 

Mês foi escolhido para celebrar a diversidade

O mês de junho foi escolhido para celebrar a diversidade por causa dos eventos ocorridos em 28 de junho de 1969, que ficou conhecido como a Rebelião de Stonewall, em Nova Iorque. Os acontecimentos marcaram o início do movimento pelos direitos e visibilidade da comunidade LGBTQIAP+, que significa Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Queer, Intersexuais, Assexuais, Pansexuais, e o “+” serve para incluir qualquer pessoa que não se encaixe nas categorias anteriores ou que prefira não se identificar com um rótulo específico.

Para a transformista Kátia Jones, é importante ter reconhecimento e respeito. “A realização de ações e eventos em prol da desconstrução de preconceitos é fundamental para alcançarmos uma representatividade. Esse evento significa mais um grande passo, que estamos nos tornando mais visíveis, podendo mostrar o que somos, que temos direitos e temos que ser respeitados!”, comentou.

 

Sobre o filme

O longa conta a história de Graça (Sandra Corveloni), uma mãe solteira que mora em Copacabana com seus filhos de 15 e 8 anos. Trabalha com medicina alternativa e faz o que pode para se dividir entre o trabalho e  os filhos. Quando descobre estar com um aneurisma cerebral impossível de ser operado, seu mundo desaba.

Sem família ou qualquer pessoa para cuidar dos seus filhos, no eventual caso de sua morte, Graça resolve ir atrás do irmão, Luiz Carlos, que não vê há 15 anos, por conta de uma briga. Quando se encontram, Graça é surpreendida ao se deparar com Glória (Carolina Ferraz) – uma linda travesti, bem sucedida e feliz com suas conquistas, que deixou de ser Luiz Carlos há alguns anos e agora diz viver uma vida completa, como dona de um restaurante em Santa Teresa.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress