21.9 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 28, 2024

Chocolate de Páscoa: Fluminense goleia o Flamengo e é bicampeão carioca

Fotos: Mailson Santana / Fluminense F.C

O Fluminense é o campeão carioca ao aplicar uma goleada histórica no Flamengo, por 4 a 1, um verdadeiro chocolate logo no Domingo de Páscoa. O Tricolor foi implacável desde o começo da decisão, já que precisava reverter a derrota por 2 a 0 sofrida no primeiro jogo. O Rubro-Negro praticamente assistiu o passeio. Marcelo, Germán Cano duas vezes e Alexander marcaram para o Fluminense. Já nos acréscimos, Ayrton Lucas marcou o gol de honra.

DOMÍNIO TRICOLOR

Com desvantagem no placar, o Fluminense iniciou a decisão em cima do Flamengo, realizando uma verdadeira blitz que não deixou o Rubro-Negro trocar três passes. Já o Tricolor, envolveu com facilidade o sistema defensivo do adversário, com Ganso, Arias, Keno e principalmente Marcelo, que achou Alexsander em ótima condição, mas a finalização bateu na trave. O camisa 12 mostrou o seu cartão de visitas, mas o melhor estava por vir.

GOLAÇO DE CRAQUE

Apesar de ter sido escalado com lateral-esquerdo, Marcelo teve total liberdade para flutuar por todo o campo. Por muitas vezes o jogador apareceu para jogar por dentro e até mesmo pelo lado direito. Foi por lá que o camisa 12 protagonizou o lance da decisão, ao receber pela ponta direita, girar para cima de Cebolinha e deixar Gerson no chão antes de acertar o ângulo. Gol de quem sabe e muito de bola.

DINIZISMO EM ESTADO PURO

O gol atordoou o Flamengo que seguiu sem reação em campo, apenas observando o Fluminense jogar. O Tricolor se manteve no campo de ataque, trocando passes e pressionando o Rubro-Negro. O segundo gol era questão de tempo e saiu após Varela ser desarmado no campo de ataque. O Tricolor saiu em velocidade, com bola de pé em pé, com Keno para Ganso, que com um toque deixou Germán Cano cara a cara com Santos para marcar.

FICOU BARATO

Atônito e apático, o Flamengo sentiu demais o segundo gol e praticamente se defendeu esperando o primeiro tempo acabar. O Fluminense buscou aproveitar o bom momento e quase marcou o terceiro gol, mas Santos fez grande defesa após chute de Alexsander, que driblou Fabrício Bruno antes de finalizar.

TENTOU REAGIR

Na busca de um novo rumo na partida, Vítor Pereira mexeu no time. Colocou Éverton Ribeiro e Matheus França, nos lugares de Gabi e Léo Pereira. O Rubro-Negro voltou com mais ímpeto e presença ofensiva, criando a primeira jogada de perigo logo no primeiro minuto do segundo tempo, com Thiago Maia, de cabeça, após cobrança de escanteio. Só que a pressão durou apenas 10 minutos.

ATÉ QUANDO ERRA SAI GOL

O Fluminense conseguiu equilibrar as ações, voltou a jogar no campo ofensivo e chegou ao terceiro gol, com o auxílio do VAR. Fabrício Bruno cortou uma cobrança de escanteio com o braço esquerdo e o árbitro assinalou a penalidade após revisar o lance. Germán Cano foi para a cobrança e Santos acabou defendendo, mas no rebote, o argentino empurrou para a rede, artilheiro isolado do Carioca com 16 gols.

VIROU PASSEIO

O 3 a 0 no placar fez o Fluminense virar a decisão contra o Flamengo, que agora precisava de um gol para levar para os pênaltis. Só que foi o Tricolor que balançou a rede. Em mais um ataque bem construído, Guga recebeu livre pela direita e chutou forte para a defesa de Santos. No rebote, dentro da área, Alexsander encheu o pé e transformou o clássico em goleada.

GOL DE HONRA

O Flamengo buscou diminuir o prejuízo e conseguiu diminuir a goleada com o Ayrton Lucas, o grande destaque do primeiro jogo da decisão. O lateral-esquerdo aproveitou a bola que sobrou na área e chutou forte, sem chance para o goleiro Fábio. Faltavam apenas dois minutos e o jogador sequer comemorou. Festa nas arquibancadas, o Fluminense é bicampeão carioca.

FICHA TÉCNICA
DECISÃO DO CAMPEONATO CARIOCA
FLUMINENSE 4 X 0 FLAMENGO

Data e horário: Domingo (09/04/2023), às 18h (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Côrrea e Thiago Henrique Côrrea
VAR: Rodrigo Nunes de Sá
Público/Renda:  (pagantes);  (presentes); R$
Cartões Amarelos: André, Marcelo, Alexsander, David Braz (Fluminense); Léo Pereira, Gerson e Éverton Ribeiro (Flamengo)Cartões Vermelhos:
Gols: Marcelo (23′ do 1ºT/1-0); Germán Cano (31′ do 1ºT/2-0 e 10′ do 2ºT/3-0); Alexsander (19′ do 2ºT/4-0); Ayrton Lucas (50′ do 2ºT/4-1)

​FLUMINENSE (Técnico: Eduardo Barros)
Fábio; Guga, Nino, Felipe Melo (Vitor Mendes/18′ do 2ºT) e Marcelo (David Braz/34′ do 2ºT); André, Alexsander e Ganso (Gabriel Pirani/34′ do 2ºT); Jhon Arias, Keno(Lima/26′ do 2ºT) e Germán Cano.

FLAMENGO (Técnico: Vítor Pereira)
Santos, Fabrício Bruno (Filipe Luís/, David Luiz e Léo Pereira (Matheus França/Intervalo); Varela, Thiago Maia (Victor Hugo/27′ do 2ºT), Gerson e Ayrton Lucas; Gabi (Éverton Ribeiro/Intervalo), Pedro e Everton Cebolinha (Matheus Gonçalves/36′ do 2ºT).

Matéria Original Lance

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress