24.2 C
São Gonçalo
terça-feira, maio 21, 2024

Aeroporto de Maricá recebe o 1º voo da Azul Conecta e fecha acordo com Líder Táxi Aéreo

Foto: Katito Carvalho

O Aeroporto de Maricá, operado pela Codemar (Companhia de Desenvolvimento de Maricá) recebeu no início da tarde desta quinta-feira (25/05) o primeiro voo da Azul Conecta, marcando o início da operação da empresa na cidade. Serão ofertados assentos para São Paulo, Minas Gerais e Brasília e será possível fazer conexão internacional para Lisboa, entre outros destinos. O início da operação para o público em geral será em janeiro. O local, que já recebe voos regulares offshore da Omni Táxi Aéreo, também assinou protocolo de intenções com a Líder Táxi Aéreo, que vai ofertar voos para plataformas da Bacia de Santos.

O voo PS-CNT tocou o solo maricaense às 12h10, vindo do Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, um trajeto que demorou cerca de 20 minutos. Entre os passageiros estavam o prefeito de Maricá, Fabiano Horta; o presidente da Codemar, Hamilton Lacerda; representantes da Companhia Aérea Azul; e os deputados estaduais Zeidan e Renato Machado, e o deputado federal, Washington Quaquá.

“Agradeço muito a confiança da Azul e da Líder. É um marco histórico na nossa cidade. No dia de hoje a gente celebra uma vitória marcada por um conjunto de decisões importantes e de coragem política. Um batismo aeronáutico se dá na nossa pista, demarcando toda uma dinâmica do futuro e com uma dimensão que vai dialogar com a economia brasileira, que vai dar a Maricá o protagonismo”, disse o prefeito Fabiano Horta.

Segundo Horta, a parceria com a Azul Conecta é o início da construção de uma malha de aviação regional a partir do Aeroporto de Maricá: “Voando de Maricá para Brasília, de Maricá para Lisboa, essa é uma dinâmica que muito breve vai estar estabelecida aqui. Vamos fazer com que toda a dinâmica do Leste Fluminense gravite em torno da cidade de Maricá”.

Tarifa social

O prefeito também anunciou um programa de tarifa social para pessoas contempladas por programas sociais do município. O mecanismo será usado nos voos da Azul Conecta, que vão começar a operar a partir de janeiro de 2024 para o público em geral.

“A tarifa social, segundo um primeiro estudo, deve estar em torno de 460 mumbucas (moeda social de Maricá) para fazer o translado para São Paulo e para Brasília, por exemplo. É importante fazer o diálogo da inclusão social de permitir que as pessoas possam se deslocar em voos a partir de Maricá. Fundamental para a construção de cidade solidária que a gente faz”, frisou.

Expansão do aeroporto

Para o presidente da Codemar, Hamilton Lacerda, a chegada de mais dois importantes parceiros para o aeroporto é o reconhecimento de um trabalho de excelência que vem sendo desenvolvido:

“Com a chegada de dois novos importantes players da aviação no Brasil e no mundo, que é Azul, através da operação da Azul Conecta, e da Líder Táxi Aéreo, fica a certeza de que nossa Codemar trabalha incansavelmente para melhorar a cada dia a operação desse equipamento para promover o desenvolvimento econômico da cidade”, declarou.

Hamilton falou, ainda, da expansão do aeroporto também no setor offshore: “A Codemar está trabalhando no dia a dia para infraestrutura. O setor de óleo e gás é uma realidade e as empresas virão. Os empregos chegarão”.

Também foi anunciada a expansão do aeroporto, com a construção de mais hangares e pátios para helicópteros de grande porte.

“Vamos fazer quatro obras grandes, com a construção de mais quatro hangares. Segunda começa a construção do Pátio 3 para sete S-92, que é o jumbo dos helicópteros. O Pátio 4 também será construído, para outras sete aeronaves de asa rotativa. O benefício é total porque o aeroporto ancora uma série de atividades econômicas que vai dinamizar a economia e gerar oportunidades para todos”, afirmou Hamilton Lacerda.

Novos parceiros

Cesar Merigo, gerente comercial da Azul Conecta, detalhou os destinos que poderão ser acessados a partir do Aeroporto de Maricá usando aeronaves da empresa.

“A Azul Conecta iniciou as tratativas com a Codemar, que vai operacionalizar a gestão de assentos, e teremos voos para São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Viracopos (Campinas) para conexão com voos internacionais”, adiantou Merigo.

Segundo o gerente comercial, operar do Aeroporto de Maricá é um prazer. “É um privilégio para nós, da Azul Conecta, ser um dos pilares neste projeto que visa o desenvolvimento da região, conectando Maricá aos principais polos do Brasil e permitindo acesso mais rápido e confortável aos voos internacionais da Azul Linhas aéreas”

O diretor comercial de óleo e gás da Líder Táxi Aéreo, Diego Reis, assinou o protocolo de intenções de operação e explicou como será a presença da empresa no Aeroporto de Maricá:

“Nós viemos para Maricá a partir de uma solicitação de um dos nossos clientes [a Petrobras] que entende que a cidade tem um posicionamento estratégico. A gente começa a operar com helicópteros de médio porte no Aeroporto de Maricá para as plataformas de petróleo. Nós temos mantido uma relação muito próxima com a administração. Até o final do ano teremos mais um helicóptero de grande porte, com possibilidade de crescimento”, disse Diego Reis.

Atualmente, a Omni Táxi Aéreo já opera no Aeroporto de Maricá, com contrato firmado desde 2018.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress