25.7 C
São Gonçalo
quarta-feira, março 3, 2021

Risco do lado de lá: Todas as regiões da cidade do Rio tiveram agravamento na transmissão da Covid

Leia Mais

Femasg promove festival de música autoral em São Gonçalo

São Gonçalo está recebendo neste mês de março, o Festival de Música Autoral de São Gonçalo (Femasg) e vai premiar os três melhores músicos...

Obras na Orla do Marine em Maricá são iniciadas

A Prefeitura de Maricá iniciou, na manhã desta terça-feira (02), a obra de revitalização da Orla do Marine, em São José do Imbassaí. A intervenção...

Homem é baleado em favela de Niterói por ser gonçalense

A denúncia de um homem baleado na perna esquerda numa boca de fumo numa comunidade em Niterói, levou policiais do 7°BPM (São Gonçalo) ao...

‘Disque Maria da Penha’ é criado e aprovado pela Alerj

O Rio de Janeiro deverá ter em breve um número exclusivo de telefone denominado 'Disque Maria da Penha', voltado para o recebimento de denúncias...

Gonçalenses, niteroienses e moradores de cidades vizinhas que trabalham ou costumam circular pela capital fluminense devem ficar em alerta. Todas as 33 regiões administrativas da cidade do Rio de Janeiro foram consideradas de risco alto para a Covid-19 no boletim epidemiológico semanal divulgado nesta sexta (22) pela Secretaria Municipal de Saúde.

O cenário representa um agravamento da pandemia na cidade, já que, na semana passada, havia cinco regiões no nível de risco moderado.

O boletim é o terceiro divulgado pela prefeitura do Rio de Janeiro e leva em conta a incidência de casos e óbitos para definir o nível de risco e aplicar medidas restritivas específicas para cada região administrativa.

O prefeito Eduardo Paes pediu que a população coopere com as medidas preventivas e afirmou que restrições mais contundentes serão necessárias se o cenário continuar se agravando neste ritmo.

“Àqueles que acham que vão ficar na balada, nas festas, fazendo aglomeração, deixem de ser burros. Vocês estão matando pessoas. Vamos respeitar as regras. Ninguém está proibido de sair de casa, nem de frequentar espaços públicos, comércio, restaurantes, bares, mas tem que respeitar as regras. Sair disso é falta de consciência, é burrice, é falta de compaixão, falta de empatia”, afirmou o prefeito.

Paes ressaltou que o trabalho de fiscalização de eventos e estabelecimentos que descumprem as regras vai continuar. Ele citou o exemplo da aglomeração que tem se repetido no local em que antes ocorria o tradicional samba da Pedra do Sal, no centro do Rio de Janeiro.

“Não vai mais acontecer na segunda-feira que vem. Determinei ao secretário Breno [de Ordem Pública] que apreenda todas as caixas de som e equipamentos que lá estejam colocados na próxima segunda-feira”, disse Paes, que também prometeu aumentar o tempo de interdição de casas noturnas que descumpram as regras. “Vamos criar todo tipo de dificuldade para quem não tem respeito à vida e respeito ao próximo.”

Leitos

A prefeitura informou que chegou a 200 o número de leitos abertos na cidade desde o início do mês, com mais 50 vagas criadas nesta semana. Os novos leitos são nos hospitais municipais Souza Aguiar, Salgado Filho e de Piedade e no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Com a instalação de novos leitos desde o início do mês, caiu de 150 para três o número de pessoas que aguardam mais de 24 horas por uma vaga de internação.

Vacinação

O secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, detalhou informações sobre as mais de 42 mil doses já aplicadas pela cidade do Rio de Janeiro. Segundo Soranz, já receberam a primeira aplicação da CoronaVac todos os profissionais que trabalharão na campanha da vacinação contra a covid-19, além de praticamente todos os idosos que vivem em residências de longa permanência e dos trabalhadores destes locais.

As próximas doses a serem aplicadas se destinarão prioritariamente a profissionais que atuam nos leitos de enfermaria e unidadades de terapia intensiva (UTI) que recebem pacientes com covid-19 e síndrome respiratória aguda. Esse grupo representa cerca de 75% do público-alvo da primeira fase, estima Soranz, que afirmou que a prefeitura está apurando denúncias de possíveis casos de pessoas vacinadas sem pertencer ao público-alvo.

Notícias Relacionadas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Quiosque do Café Social do Trabalhador vira dormitório de moradores de rua, em Alcântara

Inaugurado em dezembro de 2015 pelo então prefeito Neilton Mulim (PR) - preso por fraude de R$ 40 milhões na iluminação pública do município...

Conselho de Ética notifica deputados Daniel Silveira e Flordelis

Os deputados federais Daniel Silveira (PSL-RJ) e Flordelis (PSD-RJ) foram notificados pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados dos processos instaurados no órgão...

Itaboraí terá unidade de conservação na Serra do Barbosão

Itaboraí poderá ganhar nova área de preservação ambiental. O setor de Projetos Ambientais da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, realizou uma visita técnica...

Empresa quer inaugurar hotel espacial em 2027

A empresa Orbital Assembly Corporation (OAC), anunciou que está planejando construir um hotel de luxo que ficará na órbita da Terra. O projeto, que ganhou...

PM é baleado na Estrada do Arrastão, em São Gonçalo

Um policial militar foi baleado no braço, na tarde desta terça-feira (02), na Estrada do Arrastão, no bairro Arrastão, em São Gonçalo. O policial...