19.9 C
São Gonçalo
domingo, julho 21, 2024

Estudantes de Itaboraí descobrem asteroides em programa da NASA

O projeto é realização de uma parceria com a NASA e o Ministério da Ciência e Tecnologia

Estudantes de Itaboraí descobrem asteroides em programa com parceria da Nasa
Estudantes de Itaboraí descobrem asteroides em programa com parceria da Nasa
Foram descobertos cinco asteroides, por estudantes do Atendimento Educacional Especializado em Altas Habilidades do Espaço AMES (Foto: Divulgação)

Estudantes do Atendimento Educacional Especializado em Altas Habilidades do Espaço AMES, em Itaboraí, fizeram uma descoberta notável ao identificarem cinco asteroides. Esse feito foi alcançado através do programa ‘Caça Asteroides MCTI’, que permite que jovens cientistas analisem imagens enviadas pelos Telescópios PanStar 1 e 2, localizados no Havaí, EUA.

O projeto, realizado em parceria com a NASA e o Ministério da Ciência e Tecnologia, é dividido em várias campanhas. Os alunos de Itaboraí participaram da campanha de abril, quando descobriram os asteroides. As imagens recebidas dos telescópios são baixadas por meio do site da Colaboração Astronômica Internacional (IASC) e analisadas utilizando o programa Astrometrica, onde os fragmentos foram identificados.

Supervisionados pelo professor de Ciências, Carlos Alexandre Ribeiro, os estudantes realizaram o processo necessário para confirmar a descoberta dos asteroides. Ribeiro expressou seu orgulho pela conquista dos alunos: “Liderar uma equipe de estudantes que consegue achar cinco asteroides é coroar toda uma caminhada na tarefa de contribuir com a educação científica. Para os alunos, é a prova de que são capazes de realizar coisas extraordinárias. Essa conquista é de todos: alunos, professores, pais, familiares e gestores, porque a educação é um movimento amplo e todos estão de parabéns.”



continua depois da publicidade



No Espaço AMES, duas equipes foram formadas, uma pela manhã e outra à tarde. Os estudantes que identificam asteroides inéditos e passam pelas etapas de qualificação da NASA podem até dar nome aos fragmentos descobertos.

Os asteroides, frequentemente chamados de planetas menores, são remanescentes da formação inicial do sistema solar, há cerca de 4,6 bilhões de anos. A maioria desses fragmentos antigos orbita o sol entre Marte e Júpiter, dentro do cinturão principal de asteroides.

O programa ‘Caça Asteroides MCTI’ é uma colaboração entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e o International Astronomical Search Collaboration (IASC), parceiro da NASA. Presente em mais de 80 países, o programa contou com a participação de equipes que detectaram 1.423 asteroides em 2021.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress