19.9 C
São Gonçalo
domingo, julho 21, 2024

Da sala de aula para a prática: universitários conhecem o passo a passo do saneamento

Estudantes da PUC-Rio visitam instalações da Águas do Rio e aprendem um pouco mais sobre serviço tão fundamental para a população

Da sala de aula para a prática: universitários da PUC-Rio conhecem o passo a passo do saneamento
Da sala de aula para a prática: universitários da PUC-Rio conhecem o passo a passo do saneamento
Alunos observam as etapas do tratamento de esgoto (Foto: Divulgação)

Estudantes do curso de Geografia da PUC-Rio tiveram a oportunidade de vivenciar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula sobre saneamento básico. Através do programa Portas Abertas, promovido pela concessionária Águas do Rio, os alunos visitaram o Centro de Operações Integradas (COI) na Zona Portuária do Rio de Janeiro, além de estações de tratamento de esgoto em São Gonçalo e de água em Tanguá.

A iniciativa busca apresentar a estrutura e os serviços oferecidos pela Águas do Rio, permitindo um diálogo direto com diversos públicos. No COI, localizado na Praça Mauá, os estudantes foram apresentados às operações que a concessionária realiza nos 27 municípios do estado do Rio de Janeiro. Em seguida, atravessaram a Ponte Rio-Niterói para conhecer a maior estação de tratamento de esgoto do Leste Fluminense, em São Gonçalo, onde acompanharam desde a captação até o deságue do esgoto tratado na Baía da Guanabara. Por fim, em Tanguá, observaram os processos de tratamento e distribuição de água.



continua depois da publicidade



Sabrina Gonçalves, aluna do 5° período, expressou seu entusiasmo com a experiência: “Estávamos tendo uma noção desse passo a passo em sala de aula, mas é muito diferente ver na prática. São muitas etapas envolvidas desde a chegada do esgoto a uma estação de tratamento até o envio dele para a Baía da Guanabara. Foi muito interessante conhecer tudo isso”, disse.

Susana Lima, analista de Responsabilidade Social da Águas do Rio, destacou a importância do programa Portas Abertas como uma proposta inovadora de interação que respeita as particularidades de cada grupo, incluindo faixa etária e grau de escolaridade. “A comunidade acadêmica é muito importante para que possamos mostrar o nosso trabalho a quem será o responsável pela formulação de soluções para as demandas da sociedade no futuro”, afirmou.

O professor Rafael Nunes, que acompanhou os estudantes, enfatizou o valor educativo da visita: “Após a visita, os estudantes vão conseguir relacionar o conteúdo visto em sala de aula com a demonstração prática. Falamos muito da importância da centralidade do saneamento enquanto conjunto de serviços necessários para qualidade de vida do cidadão”.

A visita proporcionou aos alunos uma compreensão mais aprofundada e prática do funcionamento do sistema de saneamento, destacando a relevância desse serviço essencial para a qualidade de vida da população.

Matérias Relacionadas

plugins premium WordPress