25.5 C
São Gonçalo
domingo, outubro 25, 2020

Brasil vira sobre o Peru e fica 100% nas Eliminatórias

Leia Mais

Mãe é acusada de torturar o próprio filho em Itaboraí

Policiais da 71°DP (Itaboraí) conseguiram prender, neste sábado, uma mulher acusada de torturar e queimar o próprio filho, 3 de anos, em Itaboraí. O menino...

Flamengo busca liderança contra o Internacional no Beira-Rio

Na 18ª rodada do Brasileiro, os principais holofotes estarão apontados para o duelo entre Internacional e Flamengo, a ser realizado neste domingo (25/10), a...

Fluminense recebe o Santos de olho no G4

Fluminense e Santos se enfrentam neste domingo (25/10), às 16h, no Maracanã, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente na zona de classificação à Pré-Libertadores,...

A Fazenda 2020: Jojo Todynho fica pelada na casa

Por iG Gente Jojo Todynho correu como veio ao mundo na sede de " A Fazenda 2020 ". O momento aconteceu logo após a festa, da...

A seleção brasileira venceu o Peru de virada, por 4 a 2, pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo, hoje (13), no estádio Nacional de Lima. Neymar, duas vezes em cobranças de pênalti e mais uma nos acréscimos do segundo tempo e Richarlison, marcaram os gols da vitória que mantém o time dirigido por Tite com 100% de aproveitamento na caminhada para o Qatar.

Com os três gols marcados no Peru, Neymar chegou a 64 marcados pela seleção brasileira e ultrapassou Ronaldo na artilharia histórica com a Amarelinha. Agora há só Pelé pela frente.

O próximo desafio da seleção brasileira não demora, será contra a Venezuela no dia 14 de novembro, no estádio do Morumbi. Três dias depois há mais uma rodada das Eliminatórias fora de casa, diante do Uruguai.

Richarlison: encaixe perfeito

Preservado da estreia por causa de dores no tornozelo esquerdo, Richarlison ganhou a vaga de titular de Éverton Cebolinha e teve grande atuação em Lima. Escalado como ponta-direita, chamou atenção pelo espírito coletivo ao buscar a posse de bola no campo de defesa e foi quem melhor aproveitou as bolas longas no ataque. Em uma, deu o cruzamento que resultou no pênalti do primeiro gol. Ele também fez o segundo ao completar lance de Roberto Firmino e gerou o contra-ataque do pênalti do terceiro gol. Atuação de gala.

Peruano expulso no fim

Christofer Gonzáles e Farfán não mantiveram o nível de Carrillo de produção ofensiva do Peru, mas Zambrano foi o maior destaque negativo graças a uma cotovelada em Richarlison aos 43 minutos do segundo tempo que rendeu expulsão com uso da arbitragem de vídeo. Já do lado brasileiro, com liberdade de movimentação no meio-campo, Philippe Coutinho não chegou perto da atuação da esteia. Diante da marcação forte de Tapia e Aquino, o camisa 11 conseguiu se livrar poucas vezes e pareceu fora do tom do restante da seleção, sem ritmo e potência.

Posse sem chute

O Brasil teve 72% de posse de bola no primeiro tempo, mas só conseguiu finalizar quatro vezes. Média de posse acima dos 60% da seleção, média de chutes bem inferior aos 16 dos compromissos anteriores. Esse dado ajuda a resumir uma atuação que não foi ruim, nem boa. Os melhores espaços foram encontrados pelos pontas, Richarlison e Renan Lodi, mas Firmino perdeu duas chances e o volume de jogo ofensivo parou na boa marcação do Peru. Na etapa complementar, Everton Ribeiro e Cebolinha ajudaram na virada mesmo com a queda de rendimento.

Reações rápidas dão o tom

A seleção peruana abriu o placar logo aos cinco minutos de bola rolando, em uma trapalhada da defesa do Brasil. Firmino perdeu a posse de bola em disputa no meio e depois de um bate-rebate em que Marquinhos não conseguiu afastar o perigo Carrillo apareceu para fazer um golaço. A partir de então, os donos da casa deixaram a bola com o Brasil, apertaram a marcação com pressão na bola e apostaram no contra-ataque. Não deu certo.

A seleção brasileira rapidamente achou o caminho. Tentou duas jogadas construídas pelo chão passando pelo pé de Neymar e duas bolas longas nas costas de Trauco. Em uma delas, Richarlison conseguiu o cruzamento para a área, onde Coutinho desviou, Neymar brigou e Zambrano cometeu pênalti. Na cobrança aos 27, o empate esperado diante do volume de jogo no cantinho direito de Gallese pelos pés do camisa 10.

O Peru voltou a ficar em vantagem aos 13 minutos do segundo tempo, quando Rodrigo Caio afastou de cabeça um lateral cobrado na área, mas desviou o chute de Renato Tapia no rebote e enganou Weverton. Desta vez o Brasil reagiu mais rápido, quando Neymar cobrou escanteio pela esquerda, Firmino cabeceou e Richarlison empurrou em cima da linha. Richarlison, também, foi quem gerou o contra-ataque do terceiro gol ao lançar Cebolinha em velocidade. O ex-gremista tocou para Neymar, que sofreu pênalti e converteu aos 37.

O quarto gol da seleção saiu já nos acréscimos, aos 48 minutos do segundo tempo. Éverton Cebolinha recebeu de Everton Ribeiro na meia direita, fez a devolução em profundidade e o meia finalizou. Gallese defendeu com o pé e a bola bateu na trave direita. No rebote, Neymar empurrou para o fundo do gol e marcou o seu hat-trick.

Pelé é o próximo

Neymar superou Ronaldo na segunda posição da artilharia histórica da seleção brasileira. Ele chegou a 64 marcados em jogos oficiais, dois a mais que o Fenômeno fez ao longo da carreira pelo Brasil. Agora, a expectativa é para ver se Neymar conseguirá encostar em Pelé. O Rei do Futebol soma 77 gols em partidas oficiais e é o maior goleador da história da seleção masculina.

FICHA TÉCNICA

PERU 2 x 4 BRASIL

Competição: Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, 2ª rodada

Local: estádio Nacional de Lima, no Peru

Data/Hora: 13 de outubro de 2020 (terça-feira), às 21h

Árbitro: Julio Bascuñan (CHI)

Assistentes: Jose Retamal e Raul Orellana (ambos do Chile)

VAR: Piero Maza (CHI)

Cartões amarelos: Renato Tapia, Christofer Gonzáles (Peru)

Cartão vermelho: Zambrano (Peru)

GOLS: Carrillo, aos 5/1ºT (1-0), Neymar, aos 27/1ºT (1-1), Renato Tapia, aos 13/2ºT (2-1), Richarlison, aos 19/2ºT (2-2), Neymar, aos 37/2ºT (2-3), Neymar, aos 48/2ºT (2-4).

PERU: Pedro Gallese; Advincula, Zambrano, Luis Abram e Trauco; Renato Tapia (Cueva), Pedro Aquino, e Yotún; Christofer Gonzáles (Miguel Araujo), Carrillo e Farfán (Andy Polo). Técnico: Ricardo Gareca.

BRASIL: Weverton; Danilo, Marquinhos (Rodrigo Caio), Thiago Silva e Renan Lodi (Alex Telles); Casemiro e Douglas Luiz; Richarlison, Philippe Coutinho (Everton Ribeiro) e Neymar; Roberto Firmino (Éverton Cebolinha). Técnico: Tite.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Notícias Relacionadas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias

Peça teatral ‘As bodas de Rapunzel’ será apresentada online neste sábado

No sábado (24/10), a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura (SMTC) e a Fundação de Artes, Esportes e Lazer de São Gonçalo (FAESG) vão...

Chargista de Niterói cria nova capa para edição e-book do livro Pelé

Coube ao chargista e caricaturista Dan, de 49 anos, niteroiense da Engenhoca, ilustrar a nova capa para edição e-book do livro Pelé, lançado pela...

Policial militar é preso suspeito de matar jornalista e pré-candidato a vereador em Araruama

Um policial militar foi preso na manhã deste sábado (24), por policiais da 118ª DP (Araruama), com apoio das 124ª DP (Saquarema) e 129ª...

Maricá: Defesa Civil prepara esquema para o verão

Ainda faltam dois meses para o verão, mas a estação mais aguardada do ano já é objeto de planejamento para a Defesa Civil de...

Quatro presos após roubo de carro em Itaboraí

Quatro homens foram presos na madrugada deste sábado (24), após roubar um veículo na Aldeia da Prata, em Itaboraí. Segundo a PM, uma equipe do...
Você não pode copiar o conteúdo deste site